Mistérios da Cidade

Estudante de artes plásticas espalha gravuras por relógios de rua

Daniel Scandurra diz que tentará negociar a permanência das 'obras' com empresa encarregada de conservação dos relógios

Por: Marcelo Moura [Com reportagem de Catarina Cicarelli, João Carlos Lopes e Renata Sagradi] - Atualizado em

Relógio digital - gravura_2185
Estudante de artes plásticas Daniel Scandurra, filho do guitarrista Edgard Scandurra, foi responsável pelas "obras" (Foto: Daniel Scandurra)

Cansado de ver os relógios digitais da cidade abandonados, o estudante de artes plásticas Daniel Scandurra espalhou gravuras de estilo concretista por 27 deles (acima, um equipamento instalado na Avenida Paulista, perto da Rua Pamplona).

“Colei à noite e de dia sem problema algum, inclusive perto de policiais e de um funcionário da CET”, conta Daniel, de 22 anos, filho do guitarrista da banda Ira!, Edgard Scandurra. “Foi uma intervenção amistosa, sem teor de vandalismo.” O estudante diz que tentará negociar a permanência das “obras” com a Buldogue Mídia Exterior, nova encarregada da conservação dos relógios.

Fonte: VEJA SÃO PAULO