Educação

Após sofrer pressão, reitor da USP recebe grevistas em Ribeirão Preto

Marco Anôntio Zago foi à cidade para encontro na Faculdade de Medicina, mas teve de dialogar com sindicalistas

Por: Redação VEJASÃOPAULO.COM

Marco Antonio Zago - terraco 2357
Marco Antônio Zago, reitor da Universidade de São Paulo (Foto: Rodrigo Dionisio / Frame)

O reitor Marco Antônio Zago se encontrou com funcionários que estão em greve em Ribeirão Preto, no interior do estado, na manhã desta sexta-feira (13). Zago foi à cidade para uma reunião na Faculdade de Medicina quando foi cercado por manifestantes. Diante da pressão, o reitor aceitou conversar com três representantes. 

De acordo com o diretor do Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp), André Orlandini, os funcionários querem que negociações sobre a greve sejam reabertas. "Não queremos prejudicar toda a universidade. Ele mostra planilhas que diz que não tem recursos financeiros para discutir reajuste salarial, mas nega informações sobre a fonte de renda da universidade. Pedimos transparência das contas da universidade”, diz.

Os funcionários entraram em greve no dia 27 de maio são contrários ao adiamento da discussão de aumento salarial para setembro. Normalmente, os servidores recebem reajustes no mês de maio.

Fonte: VEJA SÃO PAULO