Mistérios da Cidade

Conheça o rei da folha de bananeira

Enio Rodrigues, 50 anos, certa vez procurou por folhas de bananeira para cozinhar e não as encontrou. Hoje, ele distribui o produto para vários restaurantes da capital

Por: Luan Flavio Freires

Peixaria Bar e Venda
A cavalinha na brasa da Peixaria Bar e Venda: um dos pratos adornados pela folha de bananeira (Foto: Fernando Moraes)

Em um momento de ócio na frente da TV, enquanto assistia ao chef inglês Jamie Oliver assar um peixe sobre uma folha de bananeira, o representante comercial Enio Rodrigues, 50 anos, teve uma ideia original de negócio.

Ao procurar o artigo em lojas da capital e descobrir que ninguém o vendia, contatou um produtor em Itanhaém e começou a distribuí-lo por aqui em 2011. Hoje, fornece para restaurantes como Obá, Acarajé da Inês, Peixaria Bar e Venda, Varanda Grill, Rancho da Traíra, Club A, Tordesilhas e Dalva e Dito (abaixo, alguns pratos que levam o produto).

“Antes era preciso apelar para a informalidade, até roubar do vizinho”, brinca a chef Mara Salles, do Tordesilhas. “Ela dá um gosto primitivo aos alimentos, já cheguei a encomendar 300 folhas de uma vez só”, completa. 

Em abril, Rodrigues chegou ao varejo, abastecendo as gôndolas da peixaria Ocean Six e dos empórios Santa Luzia e São Paulo. Os preços variam de 7 a 8,50 reais a unidade.

Acarajé da Inês (Vila Medeiros): abará — 11 reais

Obá (Jardins): peixe assado com toque de creme de coco e curry — 71 reais

Peixaria Bar e Venda (Vila Madalena): cavalinha na brasa — 38,90 reais (foto)

Fonte: VEJA SÃO PAULO