Cidade

Refugiados protestam contra o racismo e a xenofobia na Avenida Paulista

O grupo Voluntários Amigos dos Haitianos organizou o ato depois que um imigrante negro foi assassinado em Navegantes, em Santa Catarina

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Protesto de refugiados contra racismo e xenofobia
Protesto na Avenida Paulista: refugiados se unem contra a xenofobia (Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Folhapress)

Um grupo de manifestantes se reuniu neste domingo (1º) na Avenida Paulista para protestar contra o racismo e a xenofobia. Eles caminharam pela via erguendo faixas e cartazes. "O Brasil é um país de imigrantes, onde só não são bem vindos os negros", dizia um deles.

+ Como ajudar refugiados em São Paulo

No último dia 17 de outubro, o haitiano Fetiere Sterlin, 33 anos, foi assassinado com golpes de faca no município de Navegantes, em Santa Catarina, quando saía de uma festa.

O ato desta tarde foi organizado pelos Voluntários Amigos dos Haitianos, formado principalmente por refugiados. A concentração estava marcada para 10h, no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp).

Fonte: VEJA SÃO PAULO