Comidinhas

Reciclamundo une butique e cafeteria

Localizada na Vila Madalena, loja mistura compras e pratos simples e saborosos como a bruschetta de queijo brie, geleia de damasco e rúcula

Por: Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em

Reciclamundo-2165
As mesas no quintal dos fundos: muito verde, chão de pedrinhas e barulho de fonte (Foto: Mario Rodrigues)

A ideia já se espalhou pela cidade, mas, oito anos atrás, quando a Reciclamundo abriu as portas, era algo pioneiro na Vila Madalena. Depois de perambular pela Europa em 2000, uma das quatro sócias, Tatiana Ammar, quis reproduzir o conceito, visto no exterior, de unir compras e culinária em um único ambiente. Assim nasceu a loja, que vende roupas femininas, presentes e objetos de decoração descolados. No fundo da butique, uma surpresa: o agradável café no quintal de chão de pedregulhos, com barulhinho de água caindo da fonte e cinco mesas ao ar livre rodeadas por plantas. A visita só vai valer a pena se o dia estiver ensolarado. Quando chove, recolhe-se a mobília e improvisa-se o espaço numa acanhada área interna.

Na cozinha, Maria Nélia Rosa dos Santos, a Nelinha, prepara a maioria dos pratos. São simples e saborosos. Entre eles está a bruschetta de queijo brie, geleia de damasco e rúcula (R$ 18,00 a porção). Além de quiches como a vegetariana (berinjela, abobrinha, passas e castanha de caju; R$ 19,50), servida na companhia de salada, a lasanha de peito de peru com espinafre (R$ 23,00) confirma a vocação para a leveza culinária. Houve, porém, derrapagem nas sobremesas. Só a calda de chocolate apresentou melhor sabor no insosso bolo-sorvete (R$ 9,00), enquanto a torta integral de maçã (R$ 9,00) estava farelenta e trouxe pouquíssimo açúcar na massa. São pequenos deslizes compensados pelo ambiente alto-astral e pelo atendimento amigável na medida certa.

COMIDA ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | ATENDIMENTO ✪✪✪

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO