Receitas - doces

Receita de sanduíche de macaron recheado de morango da Mara Mello

O Portal visitou o ateliê da confeiteira e registrou o preparo do sanduíche de macaron recheado de creme de mascarpone, baunilha, mel de trufas e morango fresco

Por: Marcela Besson - Atualizado em

 

Ingredientes

Massa

1 e ½ xícara (chá) de açúcar de confeiteiro impalpável

¾ xícara (chá) de farinha de amêndoas

2 e ½ clara de ovos

Corante rosa

Creme de baunilha, mascarpone e mel de trufas

500ml de creme de leite

2 favas de baunilha

100g de gema de ovo (3 gemas)

125g de açúcar

1 folha de gelatina

400g de mascarpone

10 a 15 g de mel de trufas

Geléia de morango

250g de morango fresco

40g de açúcar

25g de suco de limão

5g de gelatina sem sabor

Modo de preparo

Massa

Peneire 1 e ¼ xícara de açúcar de confeiteiro e a farinha de amêndoas. Reserve. Bata as claras na batedeira em velocidade média por 2 minutos ou até ficarem em ponto de neve.

Acrescente o restante de açúcar de confeiteiro e o corante. Bata por mais 2 minutos e depois passe para velocidade alta e bata por mais 2 minutos. Misture com as mãos as claras em neve com a mistura de farinha e açúcar até obter uma pasta homogênea e consistente.

Usando um saco de confeiteiro de bico redondo, faça bolas de aproximadamente 8 centímetros de diâmetro em uma assadeira forrada com papel-manteiga. Deixe descansar até criar uma fina película. Asse em forno baixo por cerca de 10 minutos. Retire do forno e deixe esfriar. Reserve.

Creme de baunilha, mascarpone e mel de trufas

Ferva a mistura de leite e creme de leite. Bata as gemas e o açúcar. Despeje um pouco do creme quente nesta mistura, incorpore-os e adicione ao restante na panela. Deixe engrossar em fogo baixo.

Coloque o creme em uma vasilha e acrescente a folha de gelatina já hidratada. Mexa bem e espere esfriar. Guarde na geladeira coberto com filme plástico até engrossar.

Depois desse processo, bata na batedeira cerca de 700g desse creme de baunilha até que fique leve e macio. Separadamente, bata também o mascarpone. Junte os dois cremes batidos. Acrescente o mel de trufas e bata em velocidade média por 2 minutos. Mantenha na geladeira até a hora de usar.

Geléia de morango

Hidrate a gelatina em água fria. Bata no liquidificador os morangos frescos com um pouco do açúcar. Aqueça levemente essa mistura com o restante do açúcar. Adicione o suco de limão e a gelatina hidratada.

Despeje em uma assadeira pequena forrada com papel filme no fundo. A espessura deve ser de 3 centímetros. Leve à geladeira para endurecer. Na sequência, utilize um cortador com o diâmetro um pouco menor que o tamanho do macaron. Faça isso com a borda de um copo. Corte a geléia em círculos e mantenha-os na geladeira até a hora de usar.

Montagem

Coloque o creme de baunilha, mascarpone e mel em um saco de confeiteiro de bico redondo. No lado liso do macaron, espalhe um pouco do creme.

Coloque os discos de geléia de morango no centro e posicione em toda a lateral restante no macaron morangos frescos cortados em metades pequenas e iguais.

Preencha o centro com o creme de baunilha e feche com o outro macarron, como se fosse um sanduíche. Decore com pétala de rosa.

Sobre a Pâtisserie Mara Mello

Em 2007, a confeiteira Mara Mello reinaugurou no Jardim Paulistano a doceria batizada com seu nome e que funcionou até 2003 na Vila Nova Conceição. Pequeno (tem apenas 40 metros quadrados), o novo espaço é decorado com cadeiras clássicas e mesas espelhadas. Nas paredes, muitos e muitos quadros de doces que dão água na boca. Mas não tanto quanto os da vitrine, é verdade, cheia de chamativos petits-fours, tarteletes, madeleines e outras tentações à francesa. Todos apresentam visual tão delicado e primoroso - alguns levam ouro em pó - que dá pena mordê-los.

Sobre o macaron

O docinho parecido com suspiro tem origem italiana mas se tornou popular na França. Tem casquinha fininha por fora e é cremoso por dentro. É feito à base de farinha de amêndoas, clara de ovo e açúcar de confeiteiro impalpável, que tem aparência de amido de milho. Ganha aspecto colorido por causa dos corantes que se coloca na massa.

Fonte: VEJA SÃO PAULO