Receitas - Entrada

Receita de salada fatuche do Arábia

A chef Leila Kuczynski ensina o passo a passo da típica salada fatuche que leva pão sírio crocante, zátar e sementes de romã, entre outros ingredientes exóticos

Por: Marcela Besson - Atualizado em

Ingredientes

1/2 maço de alface romana

1/2 maço de rúcula

1 pepino japonês

3 tomates

1/2 cebola

6 rabanetes

folhas de hortelã a gosto

salsinha a gosto

lascas de pão pita (torradas ou fritas)

sementes de romã para decorar

Para o tempero

1 colher (sopa) de zátar

1 colher (sobremesa) de sumagre

1 colher (sopa) de suco de limão

4 colheres (sopa) de azeite

2 colheres (sopa) de essência de romã

sal a gosto

Modo de preparo

Verduras e legumes

Corte o pepino, os tomates, a cebola e os rabanetes e misture-os todos em uma vasilha.

À parte, repique também a rúcula, a alface, as folhas de hortelã e ramos de salsinha.

Não há um corte específico. Como a salada é de origem camponesa, os ingredientes são cortados grosseiramente. Reserve.

Tempero

Para preparar o tempero, em outro recipiente, adicione o zátar, o sumagre, o azeite, a essência de romã e sal a gosto.

Mexa bem para obter um molho homogêneo.

Despeje metade dele nos ingredientes secos (pepino, tomate, cebola e rabanete).

Junte as hortaliças e despeje a outra metade do molho.

Em seguida, acrescente as torradas de pão pita, mexendo delicadamente para que elas não se quebrem.

Finalização

Disponha a salada em uma vasilha e, por último, decore com sementes de romã e mais torradas.

Dificuldade: baixa

Rendimento: 2 porções

Tempo: 20 minutos

Sobre o Arábia

Eleita quatro vezes a melhor comida árabe da cidade, pela edição especial Comer e Beber, de Veja São Paulo, o Arábia é conhecido por sua culinária simples e ao mesmo tempo refinada. Pratos triviais ganham toques exclusivos nas receitas da chef Leila Kuczynski, que é especialista em preparar mezzés – entradas e aperitivos organizados na forma de um pequeno banquete. A matriz fica nos Jardins. Em Higienópolis, há uma filial da casa que é também rotisseria e lanchonete.

Onde comprar

Empório Akkar

A loja nasceu há mais de 30 anos e se destaca pelas dezenas de temperos que perfumam e colorem a casa. O zátar é um deles. Custa R$ 15,00, o quilo.

Rua Comendador Kherlakian, 165, centro, 3228-7188

Empório São Jorge

Oferece produtos típicos e comidas prontas, como esfihas e quibes, no balcão. No empório, estão à venda coalhada seca (R$ 32,00, o quilo) e doces típicos (R$ 3,50, a unidade).

Rua Desembargador Eliseu Guilherme, 322, Paraíso, 3889-8449

Maxifour

Mistura de rotisseria e mercado especializado, é endereço certo para buscar produtos típicos da cozinha árabe. O tahine, pasta feita com gergelim, custa R$ 19,90, o quilo. Grande parte dos itens é trazida direto do Líbano.

Alameda dos Nhambiquaras, 374, Moema, 5052-8475

Miniglossário da cozinha árabe

Babaganuche: pasta de berinjela

Baklava: doce de massa folhada crocante recheada de nozes ou pistache

Chacrie: cozido que leva pedaços de carne, coalhada fresca e vários temperos

Chanclich: queijo originário do norte do Líbano, feito a partir de leite de vaca. Costuma ser vendido coberto com zátar, tomilho e pimenta

Faláfel: bolinho frito de grão-de-bico e fava

Halawi: doce similar à paçoca feito com gergelim

Herice: sopa feita com trigo inteiro cozido e peito de frango

Homus: pasta de grão-de-bico

Malabie: manjar branco aromatizado por almíscar. Em geral, é servido com calda de frutas como damasco e ameixa

Michui: espeto de carne de cordeiro intercalado por legumes

Miski: resina vegetal muito usada nos doces árabes

Muhamara: pasta de pimentão vermelho e nozes

Ouzee: massa folhada recheada de arroz, carneiro desfiado, uva-passa e nozes

Fonte: VEJA SÃO PAULO