Receitas - Prato principal

Receita de pescada-cambucu do Bananeira

Uma boa surpresa, a pescada-cambucu é assada em folha de bananeira e servido numa travessa de cerâmica. O peixe macio ganha um molho leve e discretamente picante, à base de leite de coco, azeite-de-dendê, tomate e pimenta dedo-de-moça.

- Atualizado em

CHEF: Maurício Ganzarolli

Rendimento: 4 porções

Ingredientes

Peixe

800g filé de pescada cambucu - 4 peças de 200g cada (Limpo e sem pele)

4 folhas de bananeira 30x40

Sal

Pimenta branca moída na hora

50ml de vinho branco seco

1 colher (sopa) de azeite

Molho

100g de tomate maduro em cubos, sem pele e sementes

1 colher (sopa) de azeite de oliva

1 colher (sopa) de azeite-de-dendê

1 colher (chá) de cebola finamente picada

1 colher (café) de alho finamente picado

100ml de caldo de peixe suave

100ml de leite de coco

1/4 de colher (café) de pimenta dedo-de-moça sem sementes picada

algumas folhas de alfavaca

Acompanhamento

200g arroz branco

1 colher (sopa) de manteiga de garrafa

1 colher (chá) de cebola, finamente picada

1/2 banana-da-terra, cortada em cubinhos

1 colher (café) de cheiro-verde, finamente picado

50g de castanha-de-caju crua, sapecada em frigideira bem quente

Modo de preparo

Lave as folhas de bananeira em solução clorada. Depois de enxaguá-las, passe cada uma sobre a chama direta do fogão por 30 segundos.

Tempere o peixe com sal, pimenta branca, azeite de oliva e vinho branco. Embrulhe os filés nas folhas de bananeira e leve ao forno pré-aquecido a 180°C por cerca de 10 minutos.

Enquanto isso, em uma frigideira, aqueça azeite de oliva e dendê para o molho, doure a cebola e o alho, a pimenta dedo-de-moça, junte os tomates, caldo de peixe, o leite de coco e a alfavaca. Deixe apurar por dois minutos.

Em outra frigideira, aqueça a manteiga de garrafa, refogue a cebola, junte a banana e o arroz, acrescente as castanhas e o cheiro-verde.

Montagem

Em uma caçarola ou travessa de cerâmica, abra as folhas de bananeira e sirva o peixe acompanhado do molho e do arroz com banana-da-terra e castanhas.

Fonte: VEJA SÃO PAULO