Comunicação

Nova rádio Estadão ESPN segue onda das FMs que só veiculam informações

Estreia será neste domingo (27) nos 92,9 MHz, que era sintonia da Eldorado

Por: Mariana Barros

Vanessa Di Sevo  Leandro Modé - Estadão ESPN - 2210
Vanessa Di Sevo e Leandro Modé: Estadão ESPN (Foto: Cida Souza)

Poucas coisas são mais irritantes do que o trânsito paulistano. Para quem vive na cidade, as horas atrás do volante ou sacolejando no ônibus estão entre as mais desgastantes, infrutíferas e repletas de mau humor. Nesse terreno estéril, porém, algo tem frutificado: as rádios de notícia. Tradicionais em AM, elas buscam na FM ouvintes seletos e transmissões de melhor qualidade.

Já são ao menos quatro do gênero na cidade. A quinta, com estreia prometida para este domingo (27), será a rádio Estadão ESPN, parceria do Grupo Estado, que publica o jornal "O Estado de S. Paulo", com a Disney & ESPN Media Networks, responsável pelo canal esportivo. Habitará os 92,9 MHz, até então sintonia da musical Eldorado, também do grupo.

A mesma programação será transmitida nos 700 KHz da antiga Eldorado AM, que já era exclusivamente jornalística e também muda de nome. No meio da redação do "Estadão", foi montado um estúdio para que profissionais do jornal participem. “O repórter que deu um ‘furo’ e o editor especialista em determinado assunto entrarão ao vivo”, diz o diretor de conteúdo, Ricardo Gandour. Jornalistas da ESPN, como o diretor José Trajano, integrarão a cobertura esportiva.

Luiz Megale - BandNews - 2210
Luiz Megale na BandNews: rádio reforçou seu time futebolístico (Foto: Cida Souza)

Já a BandNews reforçou seu time futebolístico e estreará na transmissão de jogos no domingo (27), com o clássico São Paulo e Corinthians, às 16 horas. A coordenação é de Eduardo Barão, um dos apresentadores do jornal matutino da emissora, em companhia de Luiz Megale, Tatiana Vasconcellos e Ricardo Boechat.

Na terça (22), ao receberem a reclamação de uma ouvinte de que o Túnel Max Feffer tinha as luzes piscando e parecia uma pista de dança, puseram uma música em alto volume e forjaram uma balada subterrânea. “Oi, você está indo para que sentido, centro ou bairro?”, disse Megale à colega, em tom de cantada. “Queremos mostrar que rádio não é uma coisa chata nem sisuda”, diz o âncora. Enquanto lê as notícias, ele improvisa piadas, controla a entrada de comerciais, falas dos convidados, vinhetas e mensagens de ouvintes.

“Os apresentadores são DJs de notícia”, diz o diretor de jornalismo André Luiz Costa. Criada há quatro anos, a SulAmérica Trânsito, dedicada exclusivamente a informações sobre congestionamentos e atalhos para fugir deles, é exemplo bem-acabado do impacto do trânsito nas emissoras. Quem prefere sintonizar música encontrará o conteúdo da Eldorado nos 107,3 MHz, antigo habitat da roqueira Brasil 2000. As duas se fundirão em uma só estação, a Eldorado Brasil 3000.

DO FUNK AO FURO

Vinte anos depois da estreia da CBN, que rivaliza com a Bandeirantes, outras rádios noticiosas proliferam na FM em São Paulo. A SulAmérica Trânsito recebe 7 000 mensagens por dia.

Rádios FM de notícias

Fonte: VEJA SÃO PAULO