Futebol

Torcedores comentam caso de racismo contra Aranha nas redes sociais

Santos bateu o Grêmio por 2 a 0 na noite desta quinta-feira (29). Durante a partida, o goleiro da equipe paulista teria sido chamado de "macaco" e "preto fedido"

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

O goleiro do Santos, Aranha, foi alvo de comentários racistas na noite desta quinta-feira (28). Durante partida contra o Grêmio pela Copa do Brasil, realizado em Porto Alegre, o jogador teria sido chamado de "macaco" e "preto fedido". O episódio aconteceu aos 43 minutos do segundo tempo, quando o time paulista já ganhava dos gaúchos por 2 a 0. 

Os xingamentos partiram de um grupo de torcedores gremistas localizados na parte de trás do gol defendido por Aranha, setor destinado, normalmente, à torcida organizada gremista. Ao perceber as ofensas, o goleiro reclamou com o árbitro Wilton Pereira Sampaio e a partida foi paralisada por alguns minutos. No entanto, mesmo com os protestos do jogador, o confronto seguiu. 

+ As curiosidades do novo estádio do Palmeiras

Imagens do canal de televisão ESPN Brasil mostram claramente uma torcedora gremista gritando "macaco" em direção ao goleiro. Além dela, outros torcedores também foram filmados imitando o som do animal próximo ao gol. Após o fim do jogo, Aranha mostrou indignação: "A torcida xingar é normal, mas começaram com palavras racistas: 'preto fedido', 'cambada de pretos', essas coisas. Fiquei nervoso, mas estava me segurando', relatou. Jogadores dos dois times lamentaram o episódio.

+ Valdivia xinga Tiago Leifert no Twitter após brincadeira

O Grêmio publicou em seu site oficial uma nota de repúdio aos atos racistas e promete punir os torcedores que participaram do episódio: "Informamos que o Departamento Jurídico do Clube, em conjunto com a administração da Arena, já está tomando todas as medidas possíveis para que os envolvidos neste episódio sejam identificados e para que os materiais disponíveis sejam enviados às autoridades policiais, a fim de tomarem as providências cabíveis no âmbito criminal", afirma a nota. O Santos também publicou uma nota em seu site oficial para lamentar o fato, resgatando também a campanha #RacismoNão

+ Confira o que acontece na cidade

Na internet, amantes do futebol comentaram o caso, mostrando-se favoráveis a punição aos torcedores e, inclusive, ao próprio Grêmio. Confira na galeria de fotos acima algumas publicações.

Fonte: VEJA SÃO PAULO