Saúde

"É uma loucura, é tudo novo", diz pai de quíntuplos

Dois bebês já estão no quarto e receberão alta na segunda (15). Amanhã, completam 2 meses de vida

Por: Nataly Costa

Quíntuplos
Karina, Júnior e as cinco pulseirinhas: família procura apartamento perto do hospital (Foto: Veja São Paulo)

Uma nova fase começou para Karina Barreira e João Biagi Júnior, pais dos quíntuplos, que completam 2 meses neste sábado (13). Dos cinco bebês, dois terão alta na próxima segunda (15): Arthur e Gabriela. Desde a madrugada desta sexta (12), eles já estão fora da UTI neonatal, em um quarto comum, acompanhados pela mãe.

"É uma loucura, é tudo novo. A gente não dormiu essa noite só cuidando deles", conta o pai. "Agora, começa uma experiência totalmente diferente".

Arhur, com 2,2 quilos, é o maior e único menino. Já Gabriela surpreendeu os médicos e os pais: era a penúltima da turma em termos de peso e sua alta não estava prevista tão brevemente. Na última semana, porém, com 1,6 quilos e mamando diretamente no peito da mãe, deu um salto de crescimento e chegou na casa dos 2 quilos, ultrapassando as irmãs. Por isso, vai conseguir ir embora mais cedo. 

+ "Tenho a sensação do dever cumprido", diz mãe de quíntuplos

Isso não significa que a vida de Karina e Júnior vai ficar mais fácil. Durante mais algumas semanas, eles terão uma rotina bem corrida. A mãe continuará fazendo visitas diárias ao hospital para alimentar as outras três filhas, Melissa, Laís e Giulia, que permanecem internadas. Por isso, a família - que mora em Santos - está em busca de um apartamento para alugar próximo ao Hospital Sepaco, na Vila Mariana. "Achamos um perto do metrô Santa Cruz, mas ainda estamos aguardando um retorno do proprietário para fechar negócio", diz Júnior. 

Melissa e Laís estão com pouco mais de 1,9 quilos e já dormem em berço comum. As duas seguem em fase de treinamento de amamentação no peito da mãe. Como complemento, tomam um leite especial para prematuros, fornecido pelo hospital. 

Giulia, a menor, tem 1,2 quilos e continua na incubadora. Sua alimentação é feita por meio de sonda.

Fonte: VEJA SÃO PAULO