Cinema

Quatro filmes para entrar no túnel do tempo

Em cartaz, longas-metragens com boa recriação de época

Por: Miguel Barbieri Jr.

A Datilógrafa
'A Datilógrafa': comédia francesa foi indicado aos prêmios de direção de arte, figurino, música, fotografia e melhor longa de estreante (Foto: Divulgação)

✪✪✪ A Datilógrafa - A comédia romântica afaga o público com doses saborosas de nostalgia. Em um mundo quase de conto de fadas, no fim dos anos 50, vive Rose Pamphyle (Déborah François), uma jovem interiorana que tem o sonho de ser secretária. Ela se candidata a uma vaga na firma de Louis (Romain Duris), que se encanta com a moça ao descobrir seu talento para usar máquinas de escrever. Faz-se, então, um trato: ele lhe dá o emprego e começa a treiná-la para concursos de datilografia.

Depois de Maio
Christine e Gilles em 'Depois de Maio': a descoberta do amor e de outras coisas em 1971 (Foto: Divulgação)

✪✪✪✪ Depois de Maio - Estamos no início da década de 70. Gilles (Clément Métayer), aos 16 anos, é instigado pelos colegas a participar de manifestações em Paris. Depois de agredirem um segurança da escola, os rapazes decidem escapar de uma futura investigação fugindo para a Itália. Lá, vivem no dolce far niente, experimentam drogas, transam sem compromisso... O protagonista, porém, tem uma inclinação para as artes e, embora seja bom desenhista, acaba se envolvendo com um grupo de cineastas.

O Grande Gatsby
'O Grande Gatsby': Carey Mulligan e Leonardo DiCaprio: romance com firulas, mas sem faíscas (Foto: Divulgação)

✪✪ O Grande Gatsby - Em 1922, Jay Gatsby (Leonardo DiCaprio) revela um segredo ao vizinho (Tobey Maguire): está apaixonado pela prima dele (Carey Mulligan), que é casada.

Odeio o Dia dos Namorados
'Odeio o Dia dos Namorados': comédia com Heloisa Périssé (Foto: Divulgação)

✪✪ Odeio o Dia dos Namorados - Heloísa Périssé interpreta o papel de uma mulher prática e independente. Ela terá a chance de rever esse estilo de vida quando sofre um acidente e volta aos anos 80, época de sua adolescência.

Fonte: VEJA SÃO PAULO