Passeios

Quarteto de Cordas abre programação da Praça das Artes

Sala do Conservatório, no primeiro andar, passa a receber apresentações musicais e área externa exibirá video-instalações

Por: Juliene Moretti

praça das artes
Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo: abertura oficial da programação da Praça das Artes (Foto: Rogério Canella)

A Sala do Conservatório, inaugurada em 1906 e que teve entre seus professores Camargo Guarnieri, Francisco Guarnieri e Mário de Andrade, reabriu oficialmente nessa quinta (16) com a apresentação do Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, que agora passa a ter o espaço como sede. "É muito bom termos um lugar para chamar de casa", disse Marcelo Jaffé durante a apresentação. "Uma vez, estávamos tocando na escadaria do Theatro e de repente, uma pessoa com um jato de água começou a limpar o lugar. Tivemos que sair correndo", contou, provocando risos na plateia. A sala ocupa o primeiro andar do prédio na Praça das Artes.

praça das artes_abertura
Praça das Artes (Foto: Rogério Canella)

A partir de 1940, a sala parou de receber as aulas de instrumentos de corda e, em consequência, veio a degradação do lugar com o encerramento das atividades para o público. A recuperação começou em 2009, junto do projeto Praça das Artes, inaugurado em dezembro do ano passado. Na reforma, a sala recebeu o lustre urucum projetado por Rodrigo Moreira. Com capacidade para 200 pessoas, pode receber recitais e apresentações de música de câmara no palco de 6,5 metros de profundidade. O próprio Quarteto se apresenta até o fim de junho todas as quintas, a partir das 20h.

A inauguração da Sala do Conservatório marca também a abertura nas programações oficiais ao ar livre da Praça das Artes, com o projeto Neurópolis, um conjunto de vídeo-instalações sobre os músicos de rua no Brasil e em outros países, a partir do dia 28, e apresentação da Raza India (música boliviana) e Verinho do Acordeon.

Fonte: VEJA SÃO PAULO