Ambiente

Quais são e onde estão as árvores mais presentes na paisagem paulistana

Livro apresenta o roteiro do verde

Por: Giovana Romani - Atualizado em

Avenida São João, no centro, é ladeada por belos exemplares de pau-ferro, árvore da Mata Atlântica que possui o tronco malhado em tons de bege e marrom e pode chegar a 30 metros de altura. Quantas vezes você já passou por lá sem notá-los? Tornar as cerca de 500?000 árvores existentes na capital paulista visíveis aos olhos da população é a proposta do livro Árvore Cidade – São Paulo, com lançamento marcado para a próxima terça (20), na Livraria Cultura do Conjunto Nacional (Editora Uiti, 144 páginas, 85 reais). "Queremos mostrar que São Paulo não é só concreto e aridez", diz o arquiteto e urbanista Roberto Ainbinder, autor da publicação em parceria com a museóloga Mariana Várzea. São noventa imagens que retratam as dezessete espécies mais encontradas na paisagem paulistana.

Boa parte das ruas e praças bem arborizadas concentra-se em bairros como Jardins e Higienópolis. A espécie mais comum por aqui é a tipuana, originária da Bolívia e da Argentina. Ela representa 40% da arborização de São Paulo e pode ser vista no Ipiranga e na Cidade Universitária, por exemplo. O roteiro verde inclui ainda uma quaresmeira em plena Avenida Paulista, uma imponente paineira em frente à Pinacoteca e jacarandás-mimosos que enfeitam o Parque do Ibirapuera com suas flores lilases e perfumadas. "As pessoas só preservam o que conhecem", afirma Ainbinder. "Mas, para que fique ideal, a cidade ainda precisa de mais 1 milhão de árvores."

Fonte: VEJA SÃO PAULO