Esporte

Público pode carregar a tocha olímpica em exposição gratuita na Fiesp

A mostra Jogos Olímpicos: Esporte, Cultura e Arte traz ao Brasil um acervo raro e inédito

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Pela primeira vez, o famoso acervo do museu do Comitê Olímpico Internacional (COI) deixa a cidade de Lausanne, na Suíça, para desembarcar em São Paulo. A exposição Jogos Olímpicos: Esporte, Cultura e Arte reúne cerca de 300 peças que representam a trajetória dos jogos na Era Moderna e tem entrada gratuita. Com objetos raros e atrações interativas, a mostra fica em cartaz de 16 de abril a 30 de junho, na Galeria de Arte do SESI-SP, no edifício da FIESP.

+ Guardas civis correm com frequentadores no Ibirapuera

Composta de obras e imagens, entre as principais atividades, o público pode conhecer de perto a história do esporte internacional, participar de uma simulação de salto em distância, carregar a tocha dos Jogos Olímpicos de Londres de 2012, com a Tower Bridge ao fundo, e tirar fotos ao lado da famosa mascote Mischa (de Moscou, em 1980).

exposicao Jogos Olimpicos (2)
Medalhas olímpicas fazem parte da exposição (Foto: Márcia Alves/Approach/COB)

A exposição está dividida em oito módulos: Jogos da Antiguidade; O Sonho de Coubertin; Acendendo a Tocha; Cerimônias; Esportes e Medalhas; Mascotes; Memorabília e Time Brasil, que misturam história, emoção, conhecimento, educação e cultura aos pequenos e adultos.

Além de ser um atleta olímpico por um dia, é possível ver peças raras como uma cópia do discurso proferido pelo Barão de Coubertin, em 1892, com a proposta de recriação dos Jogos Olímpicos e o uniforme do tenista suíço Roger Federer – utilizado na conquista dos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008.

exposicao Jogos Olimpicos (3)
O público pode conhecer de perto antigos mascotes dos Jogos Olímpicos (Foto: Márcia Alves/Approach/COB)

O Brasil também marca presença e está representado com a sapatilha e a medalha do brasileiro Adhemar Ferreira da Silva, bicampeão olímpico nos jogos de Helsinque, em 1952, e Melbourne, em 1956. Há também as roupas utilizadas pela cantora Marisa Monte e o pelo cantor BNegão na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Londres em 2012, onde ocorreu uma apresentação sobre a próxima sede dos Jogos.

Fonte: VEJA SÃO PAULO