Política

Saiba como será o protesto de domingo (15) contra Dilma Rousseff

Ato divulgado pela internet tem adesão de famosos; PM mobilizará efetivo para prevenir confusões

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Manifestação Dilma Masp
Uma das manifestações na Paulista que pediu a saída de Dilma (Foto: Sigmapress/Folhapress)

O protesto organizado para amanhã (15) contra o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) promete agitar a Avenida Paulista. Convocado principalmente pelos movimentos Vem Pra Rua, Revoltados ON LINE e Brasil Livre, o encontro se dará em frente ao Masp, com concentração marcada para as 14h. Entretanto, não há trajeto definido. A ideia é transitar apenas pela Avenida Paulista, onde haverá carros de som espalhados.

Outros grupos também confirmaram presença, caso do Real Democracia Parlamentar (RDP), a favor da volta da monarquia.

+ Conheça os líderes da manifestação

Alguns coletivos participaram de uma reunião na última segunda-feira (9) com a Polícia Militar para definir a estratégia que será usada no protesto. A coorporação afirmou que irá mobilizar parte de seu efetivo para “prevenir confrontos entre grupos antagônicos” e garantir a segurança de quem estará na região mas não participará do evento.

A CET (Companhia de Engenharia e Tráfego) informou que, por enquanto, não há previsão de interdição de vias na região da Paulista. Até mesmo a ciclofaixa de lazer que funciona aos domingos no local deverá funcionar normalmente. 

Eventos que ocorreriam no horário do ato foram alterados na cidade. A pedido da Secretaria de Segurança Pública, a partida entre Palmeiras e XV de Piracicaba foi adiantada para as 11h. O jogo começaria às 16h. A Assembleia Legislativa também resolveu antecipar das 15h para as 9h a cerimônia de posse dos 94 parlamentares estaduais. No Teatro Renault, que fica na região dos protestos, a exibição das 20h da peça Mudança de Hábito precisou ser cancelada.

Revoltado
Simpatizante do movimento Revoltados ON LINE (Foto: Felipe Neves)

Na internet, circulam algumas “regras de conduta” para quem vai participar do ato. A lista sugere aos participantes que respeitem a polícia, não levem bandeiras partidárias e não vistam roupas vermelhas ou pretas porque as cores “lembram o PT e os Black Blocs”.

+ Tucanos comparecerão em peso no ato e têm ponto de encontro

A maior parte dos eventos criados nas redes sociais para convocar os manifestantes à Paulista tem como objetivo pedir o impeachment da presidente. Na página do grupo Revoltados ON LINE, publicou-se um clipe de uma música Impeachment, da dupla Os Reaças, que estará presente amanhã no ato. A fan page também tem sido usada para vender o chamado “kit impeachment”, composto por camisetas, bonés e adesivos com palavras de ordem contra o governo.

Famosos também utilizaram a rede para convocar manifestantes para o protesto deste domingo (15). Na página do grupo Vem Pra Rua, personalidades como Fabiana Carla, Latino, Paulo Ricardo e Luigi Baricelli aparecem comentando a situação política do país.

Várias capitais brasileiras também terão protestos. No Brasil todo, são 1 milhão de confirmados no Facebook. No exterior, estão previstos eventos em Miami, Nova York e Bruxelas.

Fonte: VEJA SÃO PAULO