Política

Protestos a favor do impeachment ocorrerão também fora do país

Brasileiros que moram na Flórida e em Bruxelas prometem ir às ruas. Manifestações nacionais tinham mais de 1 milhão de confirmados até sexta (6), antes do panelaço

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

manifestação impeachment
Em 2014, manifestantes ocuparam escadaria da Sé em ato contra a reeleição de Dilma Rousseff (Foto: Veja São Paulo)

Os protestos contra a presidente Dilma Rousseff programados para domingo (15) têm pelo menos 33 eventos criados no Facebook com 1,1 milhão de confirmados. O levantamento é da consultoria Bites, que mapeou os fluxos de informação nas redes sociais sobre os movimentos pró-impeachment. Os dados foram coletados até a última sexta (6), antes do pronunciamento da presidente em rede nacional e do panelaço

Em São Paulo, a manifestação ocupará a partir das 14h o vão do Masp, na Avenida Paulista. Atos estão sendo convocados até fora do Brasil. Em Bruxelas, capital da Bélgica, acontecerá às 9h de segunda (16), porque a polícia local não permitiu a passeata no domingo. E tem hora para acabar: às 11h em ponto. "Proibida a utilização de bandeiras de partidos, camisas ou gritos de guerra", informa uma das organizadoras. 

+ Para PT, panelaço contra Dilma fracassou

Em Miami, a manifestação foi criada por quatro brasileiros e acontece no Bayside, área turística conhecida da cidade, a partir das 12h. "Você, brasileiro, que mora no exterior mas não esta satisfeito com o governo brasileiro tem a obrigação de nos acompanhar neste ato de solidariedade aos protestos por todo o Brasil", escreveram na página do evento. 

Um dos organizadores do protesto em Miami também convocou brasileiros que moram em Orlando, no mesmo estado, mas nenhum evento oficial foi criado por enquanto.

Fonte: VEJA SÃO PAULO