Cidade

Protesto contra o McDonald's afeta o trânsito na Paulista

Empregados fazem ato contra as condições de trabalho na rede de fast food. Empresa diz que segue legislação 

Por: Veja São Paulo

Mc Donalds
Cerca de 100 pessoas participam do protesto (Foto: Ranto S. Cerqueira/Futura Press/Folhapress)

Um protesto de funcionários do McDonald’s nesta quarta-feira (15) afeta o trânsito na Avenida Paulista. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), cem pessoas participam da manifestação, que bloqueou a pista da direita da via, no sentido Consolação. Empregados da rede de fast food participam de campanha organizada pela Nova Central Sindical de Trabalhadores. 

+ Vídeo mostra turista armado que atirou no centro de Santos

Segundo a entidade, as manifestações contra as condições de trabalho acontecem em 40 países. No Brasil, além de São Paulo, também ocorrem atos em Salvador, Goiânia e Brasília. A Nova Central afirma que o McDonald’s que os funcionários acumulam funções e trabalham em condições insalubres.

Mc Donalds
Os manifestantes se reuniram no vão livre do Masp nesta quarta (15)  (Foto: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Folhapress)

Em fevereiro, entidades sindicais protocolaram na Justiça do Trabalho, em Brasília, uma ação civil pública contra a rede de fast-food McDonald’s no Brasil, por violação de direitos trabalhistas.

Os sindicalistas acusam a Arcos Dorados, maior franqueadora do McDonald’s na América Latina, de praticar "dumping social", por desrespeitar a legislação trabalhista com objetivo de reduzir custos e oferecer preços mais competitivos que os da concorrência. E pedem que a rede fique proibida de abrir novas unidades caso continue a cometer irregularidades.

+ Confira as últimas notícias

A Arcos Dourados informou que segue a legislação e que o sindicato que organiza o protesto em São Paulo "não possui amparo legal para representar os trabalhadores, conforme decisões recentes no TST (Tribunal Superior do Trabalho)". 

Fonte: VEJA SÃO PAULO