teatro

Grupo invade palco e protesta sobre uso de cavalo em peça

Monólogo Eu Não Sou Bonita tem um animal em cena; manifestantes subiram ao palco para protestar

Por: Redação Veja São Paulo

eu não sou bonita
Atriz contracena ao lado de cavalo em Eu Não Sou Bonita (Foto: Divulgação / Primeira Mostra Internacional de Teatro de São Paulo)

Na noite de quinta-feira (12), durante a apresentação da peça Eu Não Sou Bonita, monólogo da atriz espanhola Angélica Liddell, um grupo de seis pessoas subiu ao palco para se manifestar contra a presença de um cavalo real na obra. A apresentação faz parte da programação da Primeira Mostra Internacional de Teatro de São Paulo e ocorria no Teatro Cacilda Becker, na Lapa.

De acordo com a assessoria de imprensa do festival, sem se identificar ou se manifestar, o grupo esperou por uma hora para pegar os ingressos da peça e enfrentou a fila para aguardar seu início. Na metade dela, os manifestantes subiram e ficaram no canto do palco segurando cartazes. A atriz continuou com o monólogo por mais quinze minutos, chegando a interagir com os seis.

A apresentação só foi interrompida depois que eles se movimentaram para frente, onde estava a iluminação, e Angélica não pudesse ser mais vista pelo público. Espectadores vaiaram a manifestação do grupo. Uma integrante do protesto chegou a discursar e parte da plateia virou de costas. Sem tumulto, eles se retiraram do teatro e a peça continuou.

Eu Não Sou Bonita continua em cartaz com mais duas apresentações com o cavalo em cena: neste sábado (15), às 23 horas e no domingo (16), às 20 horas, no Teatro Cacilda Becker. A obra é um monologo criado a partir da experiência de abuso sexual sofrido pela personagem e discute as imposições da sociedade sobre a mulher.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO