Polêmica

Propaganda de construtora causa indignação nas redes sociais

Imagem publicada na página pessoal de um jornalista no Facebook mostra rapaz trabalhando como "homem seta", com rosto totalmente encoberto por peça publicitária

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

propaganda-menino
Jovem foi fotografado no último sábado (17) (Foto: César Hernandes)

Uma ação publicitária realizada pela construtora Plano & Plano no Brooklin no sábado (17) tem provocado repercussão negativa nas redes sociais. A foto publicada em um perfil no Facebook mostra um garoto que trabalha como "homem seta", ou seja, que veste uma placa com as direções e outras informações sobre o empreendimento.

A diferença desse material para outros costumeiramente usados é que, além da seta, há a imagem estilizada de um galã, que cobre totalmente o rosto do profissional contratado.

Metrô República tem 'catracaço' após a Virada Cultural

A imagem foi postada pelo jornalista da Câmara Municipal de São Paulo, César Hernandes, de 38 anos, em sua rede social. Segundo ele, o registro ocorreu na esquina da Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini com a Avenida Padre Antônio José dos Santos, na Zona Oeste. “O jovem parecia ser menor de idade”, diz Hernandes, por telefone. “Um menino frágil e bem humilde, como se vê na foto. É uma situação degradante.”

Rua na Aclimação amanhece coberta por gelo

Hernandes afirma que presenciou na mesma região outras pessoas segurando placas semelhantes. Até as 15 horas desta segunda-feira (19), a imagem já foi compartilhada por 1 224 pessoas. “A cena é flagrante da discriminação racial, foto muito significativa”, comenta uma internauta. “A culpa também é do público consumidor que é convencido por uma propaganda como essa. A figura da vende mais do que o semblante do menino. Isso é terrível”, afirma outra pessoa.

Em nota, a assessoria da construtora Plano & Plano disse que "a estratégia de divulgação contou com um personagem criado para figurar em todas as ações publicitárias, por essa questão havia uma pessoa atrás da placa". Diante do questionamento, a empresa também informou que a campanha foi realizada apenas no último fim de semana e não será mais veiculada.

Fonte: VEJA SÃO PAULO