Crianças

Projeto Música em Família aproxima pais e filhos dentro da escola

Cerca de 400 colégios particulares de São Paulo já desenvolveram atividades extracurriculares com a ajuda dos livros e canções do grupo

Por: Bruna Ribeiro - Atualizado em

Música em Família
Projeto Música em Família: apresentação conta com a participação das crianças (Foto: Divulgação)

"Eu descobri que as coisas boas da vida são de graça. Não custa nada

Eu descobri que o mundo inteiro pode ser o meu jardim, a minha casa

O teu abraço não custa nada

Um beijo seu não custa nada

A boa ideia não custa nada

Missão cumprida não custa nada

E quando tudo parecer estar perdido, dê uma boa gargalhada."

Assim começa a música Não Custa Nada. Ela não toca nas rádios, mas já foi ouvida por mais de 250 mil crianças em 400 escolas particulares de São Paulo, como Dante Alighieri e Albert Sabin. A composição faz parte da obra Um Para O Outro, do projeto Música em Família. Criada pela cantora Paula Santisteban, 36 anos, e pelo músico Eduardo Bologna, 40, a iniciativa desenvolve atividades extracurriculares em colégios.

+ Cidade das Crianças: um blog de pais para pais

A ideia surgiu há dez anos. Paula era professora de música do Colégio Santa Inês, onde lecionou por onze anos. Os musicais que ela organizava ficaram tão famosos que ela resolveu criar um grupo só para isso. "Comecei a reparar que as crianças tinham pouco acesso à cultura. Eu me sentia responsável por oferecer isso a elas", conta Paula. Seu marido, Bologna, acolheu a empreitada: "As escolas tinham auditórios maravilhosos e, ao mesmo tempo, público". 

Mas o primeiro show do casal que costumava se apresentar com a banda Mamma Monstro não deu certo: apenas vinte pessoas compareceram. Paula percebeu que os filhos precisavam estar envolvidos para contar com a participação dos pais também. Com a ajuda de psicopedagogos, mergulharam então no universo das escolas. Após um ano e meio de pesquisas, lançaram o livro de canções Receita de Felicidade, em 2008. 

Ao som de jazz francês – em referência aos grandes chefs do país –, dezoito faixas intercalam texto e música sobre momentos vividos em família ao redor da mesa. Cada canção também é acompanhada de uma atividade. Bom Apetite, por exemplo, propõe que a criança cole no livro uma receita escrita a mão pelo melhor cozinheiro da casa.

Música em Família
Paula Santisteban canta em show do grupo (Foto: Divulgação)

Em 2011, após mais um ano e meio de trabalho, surgiu Um Para o Outro, com formato que já simula uma brincadeira. Ao abrir o livro, forma-se um grande tabuleiro que imita uma colcha de retalhos. De acordo com Paula, a intenção é que a garotada  "costure" os laços com seus familiares. O leitor é convidado a desenhar ou colar retratos 3X4 de pessoas que sejam importantes na sua vida.

+ Por dentro do estúdio do Música em Família

Juntos, os dois encartes já tiveram mais de 60 mil cópias vendidas e são acompanhados por um Manual do Professor, que orienta na execução do projeto. Quando terminam de cumprir as atividades dos livros, as escolas costumam organizar um evento para que todos cantem e dancem junto com o Música em Família.

Neste ano, o grupo promete novidades. Um programa de TV infantil, com patrocínio aprovado, está em negociação com algumas emissoras, ao lado da produtora Lobo Filmes em co-produção com a Maria Farinha Filmes. "Além disso, queremos lançar um novo encarte, chamado Para Sempre, em agosto, e um livro especial para livrarias", conta Paula.

Fonte: VEJA SÃO PAULO