roteiro

Programas que são a cara do paulistano

O que os moradores da capital adoram fazer? Comer pastel na feira, pechinchar na 25 de Março, tirar selfie em exposições...

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

1. Quem nunca foi à feira, sentiu o cheirinho de fritura, sentou-se num dos banquinhos de plástico e não resistiu a um pastel feito na hora? É um dos programas preferidos do paulistano. Um deles, o Pastel da Maria, fez tanto sucesso na rua que abriu pequenas lojas pela cidade após ser premiado como o melhor quitute de São Paulo.

2. Domingo é dia de andar de bicicleta. Com a implementação das ciclofaixas e ciclovias, os moradores da capital aproveitam o dia de trânsito mais tranquilo para sair com a família, todos sobre duas rodas. Às vezes, o fluxo é tão intenso nos arredores de parques que é preciso tirar o pé do pedal e esperar um pouco a movimentação.

3. Outro meio de transporte (e diversão) alternativo que foi adotado pelos jovens é o skate. É comum ver garotos e garotas fazendo manobras na Praça Roosevelt, em alguns trechos da Avenida Paulista e nos parques. A ladeira do Parque da Independência, em frente ao Museu do Ipiranga, é um dos pontos mais frequentados por essa turma.

skate ipiranga
Skate na ladeira do Parque da Independência (Foto: Mário Rodrigues)

4. As feirinhas gastronômicas tornaram-se uma febre. Com isso, os trailers de rua foram rebatizados de food trucks, ganharam status cult e, inevitável, passaram a cobrar mais pelas porções e comidinhas servidas. Eles estão por toda parte: em shoppings, eventos culturais e comemorações particulares. O Butantan Food Park reúne vários deles.

5. Onde tem gente aglomerada o paulistano está no meio. Há casos em que entramos numa fila sem saber ao certo o destino dela. Isso vale para exposições, cinemas e na hora de fazer compras. Quando a Forever 21, por exemplo, inaugurou a primeira loja por aqui foi uma confusão. No último fim de semana, a abertura da loja da Apple atraiu uma multidão ao Shopping Morumbi. Se o preço for bom, então... basta lembrar das filas na 25 de Março, nas lojas de roupas do Brás, no Bom Retiro, na Rua do Gasômetro.

Rua 25 de março
Rua 25 de Março: compras e muita pechincha (Foto: Ricardo Correa)

6. Com bastão ou sem, a selfie é uma prática obrigatória a visitantes de exposições bombadas. Foi o caso da mostra da japonesa Kusama no Instituto Tomie Ohtake, da dupla OsGemeos na galeria Fortes Vilaça e a do Castelo Rá-Tim-Bum no MIS. Atualmente, o fenômeno pode ser visto na exposição da Marina Abramovic no Sesc Pompeia. Uns aprovam, outros torcem o nariz.

7. Dizem, com razão, que o shopping é a praia do paulistano. E continua sendo. Sem a beleza natural de cidades como o Rio de Janeiro, nosso refúgio é nos grandes centros de compra. Além de pontos tradicionais como o Morumbi, Eldorado, Center Norte e Higienópolis, há novidades como o Tietê Plaza e o Parque Shopping Maia, em Guarulhos. Está programada para a próxima semana a inauguração de um novo complexo na Paulista, o Shopping Cidade São Paulo.

8. Ainda não chega perto do sucesso turístico da Broadway, mas São Paulo está se tornando terreno fértil de musicais nos últimos anos. Montagens famosas em Nova York, como Hairspray e Cats, desembarcaram na capital paulista. Saiba quais musicais estão em cartaz atualmente. Mudança de Hábito e Chacrinha são boas pedidas.

Chacrinha, o Musical
Chacrinha: musicais fazem sucesso nos teatros paulistanos (Foto: Caio Gallucci)

9. A cena se repete às sextas: engravatados deixam os trabalhos por volta das 18h e lotam os bares próximos para relaxar em happy hour com os amigos. O esquenta para o fim de semana costuma ser até mais animado do que o próprio sábado e domingo.

10. Tomado por veículos nos dias de semana, o Minhocão torna-se uma imensa área de lazer aos domingos e recebe moradores das redondezas, que se reúnem no local para praticar exercícios, correr, brincar com as crianças e fazer intervenções artísticas.

Fonte: VEJA SÃO PAULO