Dia do Amigo

Quinze programas para fazer com a turma reunida

De exposições a baladas, sugestões para aproveitar o melhor da cidade

Por: Sophia Braun - Atualizado em

Amigos happy hour
Dia do Amigo: programas para reunir a turma (Foto: Digital Vision)

O Dia do Amigo, comemorado nesta sexta (20), merece ser celebrado em grande estilo. Selecionamos quinze atrações bacanas que rolam na semana para você se divertir com quem mais gosta.

Há opções de bares, peças de teatro, filmes, restaurantes, exposições e baladas para todos os estilos.

+ Já fez nosso quiz do Dia do Amigo?

+ Dia do Amigo: saiba como celebrar a data

Confira abaixo os programas que mais combinam com a sua turma:

  • Ludus

    Rua Treze de Maio, 972, Bela Vista

    Tel: (11) 3253 8452 ou (11) 3253 1784

    2 avaliações

    O universo dos jogos de mesa movimenta este casarão na Bela Vista. Sua clientela se diverte com mais de 800 opções, dos clássicos War, Detetive, Banco Imobiliário e Batalha Naval até novíssimos e complexos títulos alemães. Entre uma jogada e outra, prove os anéis de frango empanados, na companhia de cervejas como a uruguaia Norteña.

    Saiba mais
  • Pubs

    Deep Bar 611

    Rua Barra Funda, 611, Barra Funda

    Tel: (11) 4304 0611

    VejaSP
    7 avaliações

    Pub sim, mas sem a afetação que acomete outras casas do gênero na cidade. Afinal, ele fica em uma área não muito valorizada da Barra Funda. No salão escurinho, rapazes barbados e moças com pinta mais desencanada se esparramam a fim de um bom convescote regado a pints de cerveja (R$ 15,00) à inglesa London Pride (R$ 21,00). Ambas compõem boa dupla com as tulipas de frango com bacon, picles, linguiça portuguesa e queijo de coalho (R$ 33,00). Vez ou outra rola um showzinho, que pode ser de rock ou mesmo de música tradicional irlandesa.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Estilos variados

    Espaço Urucum

    Rua Cardeal Arcoverde, 1598, Pinheiros

    Tel: (11) 2309 7409

    4 avaliações

    Antes um local para eventos, o Espaço Urucum passou recentemente a promover festas próprias com uma agenda fixa. A balada combina bem com o estilo despojado do pedaço onde se instalou, entre Pinheiros e Vila Madalena. Na pista, há apresentações de bandas ao vivo e de DJs experts em ritmos variados, como reggae, samba, rock, hip-hop, soul e música brasileira. Vale checar a programação no site antecipadamente para não ter perigo de a atração não agradar. No segundo andar, fica um terraço com uma bela vista para os prédios da região. Uma megabandeira do estado de São Paulo, uma mesa de bilhar, paredes grafitadas e mesinhas compõem a decoração.

    Saiba mais
  • JK Iguatemi Cinépolis

    Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 2041, Vila Nova Conceição

    Tel: (11) 3152 6605

    12 avaliações
  • Espanhóis

    Sancho Bar y Tapas

    Rua Augusta, 1415, Consolação

    Tel: (11) 3141 1956

    13 avaliações

    A meia-luz, o ambiente mostra decoração caprichada, na qual sobressaem peças de presunto cru ibérico e cartazes de touradas. Sobre o balcão, ficam espalhadas dezenas de tapas montadas sobre o pão espanhol — nem todas saborosas, é importante frisar —, com opções que variam diariamente (de R$ 6,00 a R$ 10,00 cada uma). Do cardápio fixo, uma sugestão interessante: o polvo cozido e salteado com alho servido ao lado de batatas e pão levemente tostado custa R$ 62,90. Variada, a carta de cervejas inclui rótulos como o da espanhola 1906 Red Vintage (R$ 10,50, 330 mililitros), uma lager.

    Preços checados em 16 de março de 2016.

    Saiba mais
  • Boliches

    Villa Bowling - Shopping Vila Olímpia

    Rua Olimpíadas, 360, Vila Olímpia

    Tel: (11) 3047 6387

    4 avaliações

    Instalado numa área de 1 200 metros quadrados do 4º piso do Shopping Vila Olímpia, seu espaço, que custou 5 milhões de reais, foi inspirado no Red Rock Lanes, o famoso e imponente boliche de Las Vegas. São doze pistas de tamanho oficial automatizadas, um local com dezoito máquinas de jogos eletrônicos e um bar e restaurante. Para os menorzinhos (ou os adultos menos talentosos) conseguirem fazer seus strikes, as pistas estão equipadas com bumpers (barreiras móveis), que protegem as bolas para não caírem direto nas canaletas, e também com uma espécie de escorregador, destinado a quem tem dificuldade de lançá-las.

    Saiba mais
  • Italianos

    Brown Sugar

    Rua Padre João Manuel, 1055, Cerqueira César

    Tel: (11) 3063 4249 ou (11) 3062 2893

    VejaSP
    7 avaliações

    Procura ser “cool” como uma balada. E consegue — ainda que, para isso, deixe a desejar na cordialidade do atendimento. No cardápio da chef Rachel Codreanschi, sobram (caras) sugestões trufadas. Melhor ficar no básico, como os quadradinhos de arroz cremoso (R$ 26,00) com picadinho no molho bem grosso acompanhado de um pedacinho de banana caramelada, farofa e ovo de gema mole (R$ 52,00). Bicolor, o nhoque da casa chega ao molho de limão-siciliano com camarão e abobrinha (R$ 58,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Flashback

    Comics

    Rua Dos Pinheiros, 458, Pinheiros

    Sem avaliação
  • Resenha por Carolina Giovanelli: A boate gay Cantho, instalada no Largo do Arouche, traz a Discoteque para o sábado (3). A festança mira em um coquetel de disco, pop e dance music. Frequentadores jovens e mais velhos se misturam no salão, em clima de paquera. Sempre rolam performances divertidas no palquinho do clube. A edição é dedicada às divas como Madonna, com cover de Alexia Twister, e Beyoncé, com Mariana Molina. A mestre de cerimônia é Silvetty Montilla com participação de Ioio Vieira de Carvalho. A discotecagem é de Robertinho Vilela, Paulo Ciotti, André Martin e Junior Britto. Dia 03/05/2014.
    Saiba mais
  • Adaptação de Claudio Botelho para espetáculo de Marshall Brickman, Rick Elice e Andrew Lippa. Inspirado nos quadrinhos do cartunista Charles Addams, o musical estreou na Broadway em 2010 e ganha a primeira montagem internacional. Trata-se de uma diversão certa, com uma história cativante, que reúne temas como amor, fidelidade e adaptação às diferenças. A produção traz Marisa Orth e Daniel Boaventura à frente de 27 atores e doze instrumentistas. Na trama, o clã liderado por Morticia (papel de Marisa) e Gomez (Boaventura, impagável) passa por um momento de crise. Vandinha (Laura Lobo) arrumou um namorado “normal” e quer marcar um jantar para apresentá-lo aos pais um tanto esquisitos. Com Nicholas Torres, Iná de Carvalho, Claudio Galvan, Rogério Guedes, Paula Capovilla e outros. Em nove meses de apresentações, o musical vendeu mais de 300 mil ingressos e em janeiro/2013 estreia no Rio de Janeiro. Estreou em 02/03/2012. Prorrogado até 16/12/2012.
    Saiba mais
  • Depois das escalas na Inglaterra, na Espanha e na França, a fase europeia de Woody Allen chega à Itália. O itinerário, desta vez, tem algo de burocrático. Premiado com o Oscar de roteiro pelo adorável “Meia Noite em Paris” (2011), indicado também a melhor filme e direção, o nova-iorquino apela a um formato mais rasteiro e esquecível ao alternar quatro contos de humor. Em um dos episódios da comédia, o próprio diretor interpreta um dramaturgo polêmico que, ao lado da esposa (Judy Davis), vai a Roma para conhecer o pretendente da filha (Alison Pill). Lá se impressiona pelo talento vocal do pai do genro, um dono de funerária, e tenta promovê- lo a cantor famoso. O problema: o homem só consegue cantar bem quando está no chuveiro, tomando banho. Em outra trama, tão surreal quanto, um cidadão sem muitas qualidades (Roberto Benigni) começa a ser tratado pela mídia, do dia para a noite, como uma celebridade nacional. A fita ainda narra as aventuras de um recém-casado (Alessandro Tiberi) assediado inesperadamente por uma prostituta (Penélope Cruz), e o imbróglio amoroso de um jovem estudante de arquitetura (Jesse Eisenberg) fascinado pela amiga moderninha de sua mulher (papel de Ellen Page). Estreou em 29/06/2012.
    Saiba mais
  • Resenha por Jonas Lopes: Última edição da série bienal de exposições do Itaú Cultural. Dedicado à união da arte com as novas mídias, o Emoção Art.Ficial deixa de existir para que a linguagem seja explorada em futuras exibições mais abrangentes de artistas contemporâneos. Estão reunidas dez peças de nomes nacionais e estrangeiros, com destaque para Mimetic Starfish, do inglês Richard Brow. Nela, uma estrela-do-mar virtual projetada no chão reage ao estímulos de quem a toca. Já o húngaro-canadense George Legardy traz ao Brasil Slice, uma cena repetidamente cortada ao meio e reorganizada por um computador a ponto de atingir a abstração. O americano Ken Rinaldo apresenta Face Music, formada por esculturas robóticas que compõem peças musicais a partir de imagens faciais dos visitantes — os rostos são processados digitalmente e transformados em som. Até 29/07/2012.
    Saiba mais
  • Sucesso desde 2008 com diferentes elencos, a comédia traz personagens portadores de TOC, o transtorno obsessivo-compulsivo, na antessala de um consultório. Como o médico nunca aparece, a solução é iniciar uma terapia grupal. Com Dulcineia Dibo, Dídio Perini, João Bourbonnais, Luciana Caruso e outros. Estreou em 10/5/2008. Até 29/3/2015.
    Saiba mais
  • Resenha por Jonas Lopes: Celebrizado pelos irmãos Auguste e Louis Lumière em 1895, o cinema ganhou o reforço da ficção graças ao também francês Georges Méliès (1861-1938), responsável por mais de 500 filmes realizados entre 1896 e 1912. Diretor, ator, produtor, distribuidor, ilusionista e desenhista, Méliès recebeu uma homenagem recentemente no drama A Invenção de Hugo Cabret, dirigido por Martin Scorsese. Ele agora é tema de uma exposição produzida pela Cinemateca Francesa que ocupa dois andares do MIS. A montagem reúne cartazes, desenhos originais, figurinos e vários vídeos projetados nas paredes. Além disso, uma instalação com cenários móveis, feita no Brasil, permite a grupos de até oito pessoas criar curtas de meio minuto. A principal surpresa, contudo, está no 2º piso, dedicado a Viagem à Lua. Sob um teto forrado de estrelas, o espectador pode assistir à obra-prima de 1902 dentro de um foguete idêntico ao da história. De 03/07/2012 a 16/09/2012.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO