Especiais

Programas no subsolo de São Paulo

Por: Marcela Besson - Atualizado em

Programas no subsolo de São Paulo Foto 2
(Foto: Veja São Paulo)

Há muito o que ver e fazer no subsolo de São Paulo. Confira uma seleção de lugares, obras de arte e curiosidades ‘escondidas’ abaixo dos seus pés.

  • Arte no metrô

    Atualizado em: 7.Dez.2010

    As obras de arte estão distribuídas em 55 estações
    Saiba mais
  • Arte na Estação da Luz

    Atualizado em: 28.Jan.2011

    O painel pode ser observado sob as plataformas da Estação
    Saiba mais
  • O vinagre é produzido no depósito do próprio restaurante
    Saiba mais
  • Arte no subsolo do Masp

    Atualizado em: 28.Jan.2011

    Há espaço para os mais variados tipos de manifestação artística
    Saiba mais
  • Tesouro debaixo do CCBB

    Atualizado em: 7.Dez.2010

    O Centro Cultural Banco do Brasil abriga um cofre no subsolo
    Saiba mais
  • Criptas no centro

    Atualizado em: 7.Dez.2010

    É possível visitar a cripta da Catedral da Sé e a Tibiriçá
    Saiba mais
  • Grafites do Zezão

    Atualizado em: 28.Jan.2011

    O artista plástico Zezão transforma canais de esgoto, galerias pluviais e até a passagem subterrânea na entrada do Estádio do Pacaembu em tela
    Saiba mais
  • Para comer e beber escondido

    Atualizado em: 7.Dez.2010

    Para alguns restaurantes o charme é ser reservado
    Saiba mais
  • Construções históricas

    Estação da Luz

    Praça Da Luz, s/n, Bom Retiro

    5 avaliações

    Projetada pelo inglês Charles Henry Driver, a Estação da Luz foi aberta ao público em 1º de março de 1901. As estruturas foram trazidas da Inglaterra copiam, livremente, o Big Ben e a abadia de Westminster. No início, passavam pelo saguão da São Paulo Railway Station, como era conhecida até o fim da Segunda Guerra Mundial, políticos, empresários, diplomatas e reis. Tornou-se também porta de entrada para imigrantes. Atualmente, circulam por seus trilhos trens da CPTM. Em 1946, o prédio da Luz foi parcialmente destruído por um incêndio. A reconstrução estendeu-se até 1951, quando foi reinaugurada. Em 1982 o complexo arquitetônico da Estação da Luz foi tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico (Condephaat). A construção ocupa o Jardim da Luz e abriga o Museu da Língua Portuguesa. No entorno, estão a Pinacoteca do Estado, a Estação Pinacoteca e a Sala São Paulo.  

    Saiba mais
  • Construções históricas

    Pátio do Colégio (Pateo do Collegio)

    Largo Pateo Do Colégio, 2, Sé

    Tel: (11) 3105 6899

    5 avaliações

    Em janeiro de 1554, os padres jesuítas vindos de Portugal iniciaram no lugar a fundação da cidade, com uma missa no dia de São Paulo. Naquela época, ali só havia uma cabana para abrigo dos religiosos, uma escola e uma igrejinha, tudo construído com técnicas de pau a pique. O complexo atual tomou forma na década de 70 e abriga igreja, biblioteca e museu. Uma maquete da capital no século XVI faz parte do acervo. No pátio, foi conservada uma parede de taipa de pilão remanescente das construções do período colonial.

    Saiba mais
  • Italianos / Cantina / Trattoria

    Friccò

    Rua Cubatão, 837, Paraíso

    Tel: (11) 5084 0480 ou (11) 5084 0415

    VejaSP
    3 avaliações

    Sim, a casa do chef italiano Sauro Scarabotta tem alguns inconvenientes, como o serviço confuso e o fato de não se aceitarem cartões de crédito. Mas, quando o visitante provar os embutidos de fabricação própria, como mortadela, salame e bresaola, os problemas se tornam menores. A porção sai a R$ 43,00 para duas pessoas. Siga depois para os pratos que aparecem e desaparecem do cardápio em sistema de revezamento, como o nhoque de boa textura com cogumelo shimeji e erva‑doce (R$ 52,00) e o cotechino com cozido de feijões (R$ 49,00), vez ou outra com um toque a mais de sal. Não deixe de vasculhar as prateleiras do empório logo na entrada, onde é vendido um ótimo panetone de produção própria o ano todo (R$ 60,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO