Passeios

Vinte programas para fazer na segunda-feira

Passeios, atrações infantis e endereços de gastronomia estão entre as opções

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Muita gente que trabalha no fim de semana costuma folgar na segunda-feira e sempre fica a dúvida do que abre e fecha e quais programas se encaixam num dia livre no começo da semana. Fizemos aqui uma seleção de passeios (como a Galeria do Rock), atrações para levar as crianças (Aquário de São Paulo e KidZania entre eles) e muitos lugares para comer.

+ Programas para fazer na região da Avenida Paulista

Dá para celebrar a esperada folga se jogando num lanchão no Na Garagem ou no The Dog Haüs ou matar a vontade de comer churrasco no NB Steak

Confira a seleção de 20 programas: 

  • Márcio Meirelles assina a direção do drama de Aldri Anunciação. Em um tempo futuro, dois soldados inimigos (vividos pelo autor e por Rodrigo dos Santos) se encontram no front da III Guerra Mundial. O conflito se instaurou em razão da escassez da água do planeta, e eles precisam lutar pela sobrevivência. O tema não poderia ser mais atual, mas se torna irrelevante devido à frágil abordagem e o excesso de palavras. Longe de humanizar os personagens, Anunciação e Santos apresentam interpretações irregulares e fica muito difícil o público comprar o duelo. Codireção de Lázaro Ramos e Fernando Philbert. Estreou em 31/1/2015. Até 6/4/2015.
    Saiba mais
  • Kleber Montanheiro dirige e interpreta a personagem Geni do musical de Chico Buarque com base na Ópera dos Mendigos (1728), de John Gay, e na Ópera dos Três Vinténs (1928), de Bertolt Brecht e Kurt Weill. Na trama, Duran (Gerson Steves) e sua mulher, Vitória (Heloísa Maria), precisam impedir a união da filha Teresinha (Erica Montanheiro) com o malandro Max Overseas (Flavio Tolezani e Bruno Perillo em revezamento). O Meu Amor, Folhetim e Geni e o Zepelim estão no repertório. Estreou em 8/8/2014. Até 29/6/2015.
    Saiba mais
  • Autor de obras de arte famosas como Mona Lisa e A Última Ceia, o italiano Leonardo da Vinci (1452-1519) também foi um grande inventor. Visionário, ele se inspirou na anatomia dos pássaros para desenhar máquinas voadoras, projetou veículos semelhantes a tanques de guerra e chegou a bolar um equipamento de mergulho capaz de permitir a respiração debaixo da água. Apesar da abundância de ideias, a maioria de suas engenhocas nunca saiu do papel. Até que, em 1952, quando foram comemorados os 500 anos de nascimento do artista, engenheiros do Museo Nazionale della Scienza e della Tecnologia Leonardo da Vinci de Milão, construíram protótipos baseados em seus rascunhos. Quarenta deles integram a mostra A Natureza da Invenção, além de dez peças interativas que podem ser manipuladas pelo público. De 11/11/2014. Até 10/5/2015. + Oito invenções que Leonardo da Vinci pensou antes de todo mundo
    Saiba mais
  • Bar-restaurante

    Bar da Dona Onça

    Avenida Ipiranga, 200, Centro

    Tel: (11) 3257 2016

    VejaSP
    31 avaliações

    No decorrer do ano, a chef Janaina Rueda apareceu em programas de TV, reformulou a merenda da rede estadual e ajudou o marido, Jefferson Rueda, a montar A Casa do Porco Bar. Mesmo tão ocupada, ainda conseguiu manter a qualidade desta casa. Reinam no menu receitas difíceis de não agradar, como a moela úmida de aperitivo (R$ 43,00) e o mexido de arroz, feijão, carne moída, couve e farinha coberto de ovo frito (R$ 49,00). Saboroso, o bloody mary (R$ 32,00) é uma ótima maneira de iniciar a petiscaria.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bar-restaurante

    Adega Santiago Cidade Jardim

    Avenida Magalhães de Castro, 12000, Butantã

    Tel: (11) 3758 4446

    VejaSP
    8 avaliações

    Para o paulistano, não bastava a existência de apenas uma unidade da Adega Santiago. Hoje, dez anos depois da inauguração, a rede de bares-restaurantes tem três endereços na cidade. O mais recente (e menor) deles foi aberto em abril, no Jardim Paulista, e bomba desde os primeiros dias de funcionamento. Para um almoço animado ou um jantar festivo, caem bem o bacalhau à brás (R$ 69,00) e as costelinhas suínas no molho da própria carne com couve frita e batata ao murro (R$ 29,00 na versão petisco; R$ 61,00 como prato). Entre um chope gelado e outro (Heineken, R$ 12,90), vale investir no drinque amarguinho vermute riaspritz (vermute envelhecido, espumante e bitter; R$ 37,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bares variados

    Sala da Sogra

    Rua Luís Góis, 1150, Mirandópolis

    Tel: (11) 2389 5519 ou (11) 2389 5520

    VejaSP
    8 avaliações

    Não parece um nome dos mais apropriados, mas há uma boa explicação: é que o bar ocupa o que antes era a casa da sogra de um dos sócios, Marlon Sakamoto.Todo escurinho e de decoração simples, o local tem como maior predicado os drinques preparados por Gilliard Carneiro, o Gil. O jack lemon and tonic, por exemplo, equilibra uísque Jack Daniel’s, mel, limão-siciliano e tônica. Custa R$ 22,00, o mesmo preço do gim-tônica, que pode vir acrescido de uma fatia de carambola, e do pear lemongrass, de vodca, capim-santo, limões taiti e siciliano mais xarope de maple e suco de pera. Para não ficar só nos goles, a cozinha expede bobaginhas gostosas como canapé de carpaccio (R$ 32,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Hamburguerias

    Na Garagem

    Rua Benjamim Egas, 301, Pinheiros

    Tel: (11) 3032 0978

    VejaSP
    7 avaliações

    A hamburgueria do chef Gilson de Almeida funciona onde antes era uma minúscula garagem. O cheese salada, uma das duas únicas opções do menu (a outra é um hambúrguer vegetariano), já não tem o mesmo brilho dos tempos de inauguração, três anos atrás. O disco de carne de 130 gramas pode vir com um leve sabor amargo da grelha e o molho feito de cenoura e mandioquinha, insípido. Custa R$ 23,00 — por mais R$ 3,50, dá para acrescentar bacon. Única pedida complementar, a batata frita de gomos gordinhos vem temperada com alecrim seco (R$ 9,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Lanchonetes

    The Dog Haüs

    Rua Bandeira Paulista, 400, Itaim Bibi

    Tel: (11) 2361 7189

    VejaSP
    21 avaliações

    Foi o primeiro negócio da família Shoel, hoje também à frente dos quase vizinhos Classic Burger Haüs, TAP Haüs e Faláfel Haüs. É difícil escolher entre sugestões como o texas dog (R$ 20,00), com chimichurri, cebola crocante e molho barbecue, e o french dog (R$ 26,00), com queijo gruyère derretido. Mais complicado ainda é escolher a salsicha: qualquer que seja o cachorro-quente, pode levar salsicha de vitela, de cordeiro com hortelã, de calabresa ou uma elaborada com carne bovina. Decidido o lanche, só resta pedir uma porção de batata frita (R$ 16,00) para acompanhar.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Cafés

    Coffee Lab

    Rua Fradique Coutinho, 1340, Vila Madalena

    Tel: (11) 3375 7400

    VejaSP
    24 avaliações

    Para manter a qualidade que atrai tanto público — e tantos prêmios—, Isabela Raposeiras garimpa boas surpresas pelo país, que são estampadas no cardápio junto de impressões como “doce de dar cárie” ou “lindo e elegante”. Longe de ser uma afetação, esse é o jeito encontrado pela barista de não deixar ninguém acuado diante das novidades, sobretudo os não iniciados no perfumado mundo dos cafés especiais. E,se ainda pairar dúvida sobre o grão ou o método de extração a escolher, é só pedir que a equipe explica tudo com jeitinho. Não está a fim de arriscar um complexo catuaí cultivado na cidade capixaba de Itarana e extraído no filtro Clever (R$ 12,00)? Dá para ficar no expresso (R$ 5,00), feito com o blend da casa, ou então no cappuccino (R$ 9,00), de cremosidade ímpar. E ser igualmente feliz.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Chocolates

    Opera Ganache - Rua Augusta

    Rua Augusta, 2542, Jardim Paulista

    Tel: (11) 3062 7161 ou (11) 3062 0436

    VejaSP
    2 avaliações

    É uma doceria que encanta em etapas. Começa pela localização, em uma charmosa viela comercial na Rua Augusta. Já dentro da loja, fica difícil saber para onde direcionar o olhar: diferentes vitrines acomodam os doces de acabamento impecável do pâtissier Renato Blinder, caso do parfait de limão- siciliano (R$ 14,00) e da musse de coco com abacaxi (R$ 12,00). Também conquistam os olhos a linha de coloridos bombons, como o de lichia e sakê e o de pistache (R$ 4,00 cada um). Os macarons são vendidos por R$ 170,00 o quilo, mas quem pede café (R$ 5,50) ganha um de cortesia. Simpático, não?

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Docerias

    Confeitaria Marilia Zylbersztajn

    Rua Fradique Coutinho, 942, Pinheiros

    Tel: (11) 4301 6003

    VejaSP
    3 avaliações

    Mais um ano e Marilia Zylbersztajn continua no topo. Mas... qual o segredo do trabalho que leva a assinatura dessa moça de sobrenome difícil? Em uma palavra: equilíbrio. Conta pontos, é claro, o acabamento primoroso das tortas, cujo preparo privilegia ingredientes orgânicos, caso da farinha de trigo. O arrebatamento, contudo, vem mesmo é na garfada. Com menos açúcar, sobressaem os sabores dos outros elementos, a exemplo da receita que leva um creme de limão-siciliano de azedinho sutil ou da que combina manga e creme de coco, cheia de frescor (R$ 11,00 a fatia de cada uma). Tudo simples e bom, como deve ser. Pedida para quem não abre mão de chocolate, a versão que tem massa de cacau e amoras cultivadas na Serra da Mantiqueira é uma criação recente de arrancar suspiros (R$ 11,00 a fatia também). Com talento forjado na Califórnia pela escola Le Cordon Bleu e também na exigente cozinha do restaurante D.O.M., de Alex Atala, Marilia faz ainda compotas, caramelos e biscoitos para quem quer levar uma doçura para casa — sem perder o comedimento, é claro.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Carnes

    NB Steak - Pinheiros

    Avenida Brigadeiro Faria Lima, 140, Pinheiros

    Tel: (11) 3031 1204

    VejaSP
    1 avaliação

    O gaúcho Arri Coser é um empresário inquieto. Depois de ter vendido a rede Fogo de Chão, ele voltou ao mundo das churrascarias e reinventou a maneira de servir o rodízio (R$ 125,00). A primeira medida foi abolir aquele festival interminável de espetos rodando pelo salão — só seguem nas varetas metálicas a picanha e a fraldinha. Cortes como os bifes ancho e de chorizo, o assado de tira e o nb steak extraído do dianteiro bovino circulam apenas em travessas de louça sempre no ponto pedido. Se esse é o maior mérito, vez ou outra pode gerar um inconveniente, como um naco de carne frio. Ainda na coluna de acertos, está o fato de ter sido banido o bufê de antepastos, que deixa a maioria das pessoas atrapalhadas com tanta oferta. As saladas vêm direto da cozinha montadas no prato, entre elas uma versão da clássica caprese. No arremate, o sedoso pudim de leite deixa saudade (R$ 20,00). Coser tem ainda rótulos próprios de vinhos e um azeite produzido na região portuguesa do Alentejo.

    Preços checados em 2 de março de 2016.

    Saiba mais
  • Padarias

    Mr. Baker

    Rua Pedroso Alvarenga, 655, Itaim Bibi

    Tel: (11) 3078 0045

    VejaSP
    6 avaliações

    É um lugar que une o melhor de dois mundos: as receitas de fermentação natural das padarias artesanais com os clássicos de padoca. Assim, dá para pedir um trivial pão francês na chapa com manteiga (R$ 6,00) ou requeijão (R$ 9,50), e mesmo um misto quente (R$ 13,50), que aqui ganha o nome de samba. Menos óbvias, as tartines são montadas em fatias levemente torradas de pão de campanha em versões como a que leva salmão, queijo cottage, azeite e dill (R$ 18,00). Se a ideia é levar, fique com a baguete (R$ 30,70 quilo) ou com o pão de nozes e passas (R$ 65,00 o quilo).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Pastelarias

    A Pastella - Moema

    Avenida Macuco, 515, Moema

    14 avaliações
  • Sorveterias

    Me Gusta Picolés Artesanais

    Rua Augusta, 2052, Cerqueira César

    8 avaliações
  • Parques

    KidZania

    Avenida Rebouças, 3970, Pinheiros

    Tel: (11) 3995 4500

    VejaSP
    13 avaliações

    A cada meia hora, uma simulação de um grande incêndio acontece no hotel da cidade fictícia de KidZania. Em poucos minutos o minicarro dos bombeiros chega e dele sai um grupo de crianças treinadas para controlar o fogo em poucos minutos. Se houver algum ferido, uma ambulância com pequenos médicos socorre a vitima, que é encaminhada para o hospital, onde ocorrem também operações, como transplante de fígado. Toda essa agitação pode ser conferida na primeira unidade brasileira da rede mexicana KidZania, instalada no Shopping Eldorado desde dezembro de 2014. Por lá ocorrem ainda simulações de casos enfrentados em uma delegacia, cozinha de restaurante, agência de publicidade, laboratório de ciências e até em uma redação de jornal. A ideia ali é o visitante escolher quais profissões quer desempenhar durante o passeio, entre as 52 opções disponíveis.

    O parque mostra-se bem organizado, limpo e oferece um mix de atrações divertido, é verdade, mas o preço do ingresso revela-se um balde de água fria e só vale a pena para quem quiser muito conhecer o lugar ou tiver certeza de que a criança se identifica com o passeio. Custa 120 reais para as crianças – as de até 4 anos junto de outra pagante entram de graça e a garotada a partir de 8 anos pode ficar sozinha por lá. Só para acompanhar e sem participar de nada, os adultos desembolsam 50 reais. Quem optar por investir no passeio, deve se atentar ao horário de funcionamento para aproveitar ao máximo.

    Ao cruzar o portão de entrada, semelhante a um aeroporto, o visitante recebe um cheque de 50 kidZos – moeda local. A aventura começa com uma ida ao banco para trocar o cheque por cédulas ou um cartão, usados para ingressar nos diversos estabelecimentos e instituições da cidade. Depois de “trabalhar” em uma das áreas, eles recebem o salário em kidZos – a moeda pode ser utilizada também para pagar por serviços como manicure.

    Para os adultos que quiserem dar um tempo do barulho da música ambiente somada a sirenes e buzinas dos veículos das brincadeiras, há um espaço equipado com poltronas, wi-fi, tomada para carregar celular e uma cafeteria. Quem estiver acompanhado de crianças de até 4 anos possui à disposição outro ambiente com jogos e brinquedos voltados para essa faixa etária. É proibido entrar com alimentos, mas dentro do local, dispõe de unidades do Burger King, 1900 Pizzeria e Kopenhagen, além de uma pequena praça de alimentação.

    Saiba mais
  • Parques

    Parque do Ibirapuera

    Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n, Parque Ibirapuera

    Tel: (11) 5573 4180

    12 avaliações

    É o local ideal para passar uma tarde inteira, seja nos tranquilos dias de semana, seja aos sábados e domingos, quando se transforma em uma cidade de 300 000 pessoas. Entre as 160 espécies de animais registradas, há pica-paus, cisnes e patos. Na flora, exemplares de árvores como jaqueira e pau-brasil. Mas não é só isso que faz o parque ser imbatível. O local abriga cinco prédios com a assinatura de Oscar Niemeyer: o Pavilhão Cicillo Matarazzo (atual Pavilhão da Bienal de São Paulo), o Museu de Arte Contemporânea, o Museu Afro Brasil, a Oca, a Grande Marquise (onde está situado o Museu de Arte Moderna) e o Auditório Ibirapuera. O passeio se completa com visita ao curioso Pavilhão Japonês.

    Saiba mais
  • Lojas especializadas

    Galeria do Rock

    Rua Vinte E Quatro De Maio, 62, República

    7 avaliações

    No fim da década de 70, diversas lojas de disco começaram a se instalar no edifício ondulado, projetado pelo arquiteto Alfredo Mathias, e a atrair um público interessado no estilo musical que emprestou o nome ao centro comercial. Hoje, 450 estabelecimentos, entre estúdios de piercing e tatuagem, salões de beleza e butiques de roupas, vinis e CDs, disputam a atenção dos visitantes. Uma das paradas mais tradicionais é a Baratos Afins, no 2º andar.

    Saiba mais
  • Theatro Municipal

    Praça Ramos De Azevedo, s/nº, República

    Tel: (11) 3053 2100

    9 avaliações

    Inaugurado em 1911, o local colocou São Paulo no roteiro internacional dos grandes espetáculos com apresentações de Maria Callas, Mikhail Baryshnikov, Ella Fitzgerald, Anna Pavlova e outras estrelas. Foi também em seu saguão que aconteceu a Semana de Arte Moderna, em 1922. Depois de quase três anos fechado para restauração, reabriu em 2011 com palco remodelado, poltronas renovadas e um restaurante decorado pelos irmãos Campana.

     

    + Lugares para comer barato perto do Teatro Municipal

    + Vídeo: detalhes da reforma do Teatro Municipal

    Saiba mais
  • Parques

    Aquário de São Paulo

    Rua Huet Bacelar, 407, Ipiranga

    Tel: (11) 2273 5500

    28 avaliações

    Após uma expansão realizada em abril de 2015, o parque tem como grande atração um casal de ursos polares, vindos da Rússia. Aurora e Peregrino vivem em um recinto climatizado de 1500 metros quadrados. Também são novidades bichos provenientes de regiões como Austrália, África e Indonésia. São cangurus, equidnas, vombates e leões-marinhos. Há ainda lêmures, que ganharam fama com o personagem Rei Julien do filme Madagascar (2005), e suricatos, similares a Timão, do desenho O Rei Leão (1994). Um casal de coalas deve chegar em breve.

    + Conheça as novidades do Aquário de São Paulo

    O ala antiga ainda atrai atenções. Um tanque gigante de 1 milhão de litros de água salgada abriga diversas espécies aquáticas. Para observá-las, adultos e crianças ficam em um espaço que lembra um navio naufragado. Os peixes são vistos através de placas acrílicas quando se olha para a frente ou para o alto.

    Por ali circulam oito tubarões-lixa e o tubarão-mangona Pancho, que tem 1,80 metro de comprimento e pesa 100 quilos. Em outro setor estão mamíferos aquáticos a exemplo de lontras e o peixe-boi Tapajós, ameaçado de extinção e vindo da Amazônia. Por ali, a sensação é de uma visita à Amazônia. O público conhece também reproduções de lugares como a Patagônia, no pinguinário, cheio de aves originárias da região do sul da Argentina. O lago dos jacarés faz uma referência ao Pantanal.

    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO