Infantil

Dezessete programas para ir com crianças de metrô

É possível visitar parques, exposições e até ir ao teatro sem encarar o trânsito da cidade

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Para aproveitar o dia com as crianças sem ficar parado horas no trânsito, preparamos uma lista com diversos estabelecimentos e atividades próximos às estações de metrô da cidade. Você não vai precisar encarar o tráfego caótico de carros em São Paulo, basta comprar um bilhete e,claro, fugir os horários de pico para os pequenos ficarem mais à vontade. 

+ 50 programas para ir de metrô

No centro, por exemplo, próximo à estação Luz, é possível passear na Pinacoteca ou conhecer as atrações do Museu da Língua Portuguesa. E nas redondezas da estação Vila Mariana, a garotada confere a coleção de livros da Livraria Nove.Sete.

 

  • A história da peça O Lugar de Onde se Vê pode parecer igual a muitas outras no princípio. Traz uma menina triste com a separação dos pais que acha que deve deixar de brincar para se tornar adulta e parar de sofrer. O desenrolar desse espetáculo, contudo, opta por um caminho pouco previsível. Eva (Lara Hassum) está arrasada quando descobre uma sala de espetáculos dentro de um prédio abandonado. O lugar é habitado pelas coloridas musas da Tragédia (Felipe Ludovico), da Comédia (em divertida interpretação de Taís Luna) e do Drama (Tássia Melo). As três irmãs, ao perceber a chateação da garota, decidem ajudá-la a reencontrar a alegria e, para isso, empregam o único meio que conhecem: o teatro. Intercalando personagens famosos da dramaturgia, como Cyrano de Bergerac, Arlequim e Hamlet, elas levam Eva a uma aventura pelo universo da fantasia enquanto a menina procura uma princesa aprisionada. Usando a metalinguagem de forma acertada, a primeira montagem da Cia. Ouro Velho tem um texto admirável e só perde pontos quando a protagonista faz também o papel da narradora, o que causa confusão entre as crianças da plateia. Estreou em 31/8/2014. Até 26/42015.
    Saiba mais
  • Parques

    Aquário de São Paulo

    Rua Huet Bacelar, 407, Ipiranga

    Tel: (11) 2273 5500

    28 avaliações

    Após uma expansão realizada em abril de 2015, o parque tem como grande atração um casal de ursos polares, vindos da Rússia. Aurora e Peregrino vivem em um recinto climatizado de 1500 metros quadrados. Também são novidades bichos provenientes de regiões como Austrália, África e Indonésia. São cangurus, equidnas, vombates e leões-marinhos. Há ainda lêmures, que ganharam fama com o personagem Rei Julien do filme Madagascar (2005), e suricatos, similares a Timão, do desenho O Rei Leão (1994). Um casal de coalas deve chegar em breve.

    + Conheça as novidades do Aquário de São Paulo

    O ala antiga ainda atrai atenções. Um tanque gigante de 1 milhão de litros de água salgada abriga diversas espécies aquáticas. Para observá-las, adultos e crianças ficam em um espaço que lembra um navio naufragado. Os peixes são vistos através de placas acrílicas quando se olha para a frente ou para o alto.

    Por ali circulam oito tubarões-lixa e o tubarão-mangona Pancho, que tem 1,80 metro de comprimento e pesa 100 quilos. Em outro setor estão mamíferos aquáticos a exemplo de lontras e o peixe-boi Tapajós, ameaçado de extinção e vindo da Amazônia. Por ali, a sensação é de uma visita à Amazônia. O público conhece também reproduções de lugares como a Patagônia, no pinguinário, cheio de aves originárias da região do sul da Argentina. O lago dos jacarés faz uma referência ao Pantanal.

    Saiba mais
  • A estação Sé do metrô recebe uma exposição que comemora os cinquenta anos da Magali, uma das personagens mais famosas da Turma da Mônica. Até o dia 30, os visitantes podem conferir sessenta desenhos feitos por 57 artistas em homenagem ao aniversário da figura. A filha de Mauricio de Sousa, Magali Spada e Souza, que inspirou a criação da personagem, também terá uma obra exposta. Chama a atenção entre as peças o tributo feito pelo cartunista Alpino, que retrata o confeiteiro-celebridade Buddy Valastro, o Cake Boss, segurando um bolo para Magali. Até 30/4/2015. + Confira a Feirinha Gastronômica da Magali neste fim de semana
    Saiba mais
  • A montagem conta a história do coelho Felpo Filva, um poeta solitário que escreve coisas belas, mas com um pessimismo de entristecer. Na cidade Rapidópolis, sua toca é parada obrigatória do carteiro, que sempre chega com muita correspondência de fãs. Certo dia, o autor recebe um intrigante envelope. As linhas foram preenchidas com agradecimentos e críticas de Charlô Paspatur, uma de suas seguidoras. A coelha cheia de gingado, mesmo depois de sugerir mudanças nos poemas tristes, consegue tirar Felpo de casa e tenta, com bilhetes e telegramas, conquistar espaço na vida do trovador isolado. Ao longo do espetáculo, a dupla de atores trabalha de forma divertida com textos que vão da fábula à autobiografia. Claudia Missura dirige a montagem, baseada no livro homônimo de Eva Furnari e adaptada por Marcelo Romagnoli. Estreou em 12/10/2014. Até 31/5/2015.
    Saiba mais
  • SESC

    Sesc Belenzinho

    Rua Padre Adelino, 1000, Quarta Parada

    Tel: (11) 2076 9700

    3 avaliações

    Com projeto do arquiteto Ricardo Chahin, o prédio foi inaugurado em dezembro de 2010 e é uma das maiores unidades da capital. Com 50.000,00 m² de área construída, inclui bicicletário, pista de caminhada, piscina interna e externa, biblioteca, teatros e cafeterias. Criado especialmente para crianças de até 6 anos, o Espaço de Brincar dispõe de atividades divertidas que podem incluir os adultos. 

    Saiba mais
  • Museus

    Museu da Língua Portuguesa

    Praça Da Luz, s/n, Bom Retiro

    Tel: (11) 3322 0080

    7 avaliações

    O museu já realizou homenagens a escritores como Fernando Pessoa, Machado de Assis, Clarice Lispector e Cazuza. Nas montagens permanentes, o espaço se dedica à valorização da língua portuguesa, usando a tecnologia para apresentar os conteúdos. O Beco das Palavras, por exemplo, é uma mesa interativa usada para formar vocábulos e descobrir seus significados e origens. Já a Linha do Tempo mostra aos visitantes a história do idioma. Há ainda um telão de 106 metros com projeções simultâneas sobre o uso do português e totens com a influência de outras línguas como tema. Observar com atenção a estrutura do prédio onde o museu está instalado também faz parte do passeio. Na Estação da Luz, o edifício é um patrimônio histórico do Século XIX.

    Saiba mais
  • Parques

    Zoológico de São Paulo

    Avenida Miguel Estéfano, 4241, Saúde

    Tel: (11) 5073 0811

    5 avaliações

    O Zoológico de São Paulo é um passeio para toda a família. Entre elefantes, leões, tucanos e cobras, reúne aproximadamente 3 200 animais espalhados em 824 529 metros quadrados de Mata Atlântica. Em maio, nasceu mais um filhote de girafa no parque, uma fêmea batizada de Ágatha. Uma dica: ela só sai do recinto coberto quando o tempo está mais quente.

    Saiba mais
  • Bairros / Museus

    Museu da Imigração

    Rua Visconde De Parnaíba, 1316, Brás

    Tel: (11) 2692 1866

    5 avaliações

    Após quatro anos fechado, o Museu da Imigração reabriu para o público no início de 2014. O prédio da antiga Hospedaria de Imigrantes, que recebeu cerca de 2,5 milhões de pessoas de 1887 a 1978, passou por sua primeira restauração completa. Como a construção é tombada, a única alteração no projeto original foi a instalação de um elevador para cadeirantes. Já o museu traz novidades: loja, café, biblioteca, wi-fi no jardim e interligação com a maria-fumaça (pago à parte; 15 reais). O passeio é uma opção divertida para levar as crianças. Elas podem saber como foi passar por ali décadas atrás por meio de uma exposição permanente. Nela, há um painel interativo que forma um mosaico de rostos e a reprodução de um quarto e do refeitório, nos quais se podem ler cartas reais deixadas para trás. O lugar também oferece uma bonita sala para atividades infantis.

    Programação: 

    Exposição Migrar: experiências, memórias e identidades

    Mostra como os processos migratórios fazem parte de toda a história da humanidade e aprofunda os ocorridos mais recentemente, durante os séculos XIX e XX. Também apresenta o cotidiano da Hospedaria de Imigrantes do Brás e a influência da imigração na cidade e estado de São Paulo.

    Saiba mais
  • Museus

    Pinacoteca de São Paulo

    Praça Da Luz, 2, Bom Retiro

    Tel: (11) 3324 1000

    8 avaliações
  • Infantil / Infantil

    Mamusca

    Rua Joaquim Antunes, 778, Pinheiros

    Tel: (11) 2362 9303

    11 avaliações

    O espaço tem um jeitão de casa da vó, com quintal, árvore, tanque de areia, casinha de boneca e brinquedos. A proposta é que adultos (pais ou não) se divirtam junto com crianças, de 2 meses a 6 anos. O imóvel em Pinheiros, com 428 metros quadrados, possui estrutura adaptada, com banheiros e mesas menores. Ali os pequenos participam de oficinas e aulas de culinária, ouvem histórias e celebram festinhas de aniversário. Há ainda um café bacana para que todos possam recuperar as energias durante as brincadeiras.

    Valores: R$ 25,00 (a hora, terça a sexta) e R$ 30,00 (a hora, sábado).

    Oficina: R$ 55,00 (terça a sexta) e R$ 60,00 (sábado).

    Saiba mais
  • Inspirado no livro homônimo do italiano Dino Buzzati, o espetáculo da Cia. Delas conta a história de uma família de ursos que se vê obrigada a deixar o conforto de seu refúgio nas montanhas e descer até a planície. O motivo: eles precisam resgatar o caçula do bando, Tônio (papel de Lilian Damasceno), que foi capturado por dois caçadores (Fernanda Castello Branco e Paula Weinfeld). Durante o percurso, o histérico monarca do lugar (Cecília Magalhães) obriga seu assistente a subir e descer incontáveis vezes em uma torre do castelo para avistar os bichos, num dos momentos que mais divertem a garotada na Sala B do Teatro Alfa — também fazem rir as interpretações bem-humoradas e carregadas de sotaque italiano. Conforme a trama avança, os ursos são aceitos pelos humanos e passam a dividir o mesmo espaço. Líder do grupo, o urso Leôncio (Thaís Medeiros) acaba se tornando o rei da Sicília. A situação só não é cheia de alegrias porque os animais, depois de um período de convivência com os homens, abandonam valores importantes, como a humildade e a amizade. Estreou em 13/9/2014. Até 26/4/2015.
    Saiba mais
  • Livrarias

    Nove.Sete

    Rua França Pinto, 97, Vila Mariana

    Tel: (11) 5573 7889

    Sem avaliação

    Estabelecimento intermediário entre uma megastore e uma loja de bairro, proporciona um agradável passeio ao lado das crianças. Inaugurado há oito anos, o local tem capacidade para acomodar 100 pessoas e costuma receber eventos de contação de histórias, peças de teatro e oficinas, dos quais vários são voltados para bebês. Com 400 metros quadrados, o lugar se dedica à literatura infantojuvenil e prima pela organização. Seus mais de 10 000 títulos são separados por seção, como poesia, mitos e lendas, música, teatro, quadrinhos, contos de fadas e culinária infantil. Há uma estante com exemplares específicos para a primeira infância, com livrinhos que tocam música ou apresentam desenhos grandes e coloridos. Para os que ainda não sabem ler, é possível participar da narração de histórias com fantoches.

    Saiba mais
  • CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL

    Rua Primeiro de Março, 66, Centro

    Sem avaliação
  • Bibliotecas

    Biblioteca de São Paulo

    Avenida Cruzeiro Do Sul, 2630, Canindé

    Tel: (11) 2089 0800

    1 avaliação

    Basta atravessar a porta de entrada para mergulhar no mundo da literatura. O primeiro andar revela-se o mais bacana, por ser dedicado apenas a títulos infantis e juvenis. Crianças e adolescentes se esparramam pelos pufes e mesas coloridos. Basta fuçar pelas prateleiras para encontrar títulos de grandes autores, como Eva Furnari e Ilan Brenman, separados por faixa etária. Inaugurada em 2010, a biblioteca também dispõe de programação cultural. Para completar o passeio, vale dar uma volta pelo Parque da Juventude, que divide o terreno com a biblioteca.

    Saiba mais
  • Museus

    Catavento Cultural e Educacional

    Avenida Mercúrio, s/n, Brás

    Tel: (11) 3315 0051

    14 avaliações

    Entre os dezoito museus administrados pela Secretaria de Cultura do Estado, o Catavento Cultural e Educacional, no Brás, é o mais visitado da capital. As escolas costumam bater cartão no museu educativo Catavento, mas o passeio também fica legal em família. Primeiro ponto para aproveitar: acorde cedo no sábado, dia em que a entrada é grátis. Quem chega lá por volta das 11 horas consegue as senhas para as oficinas mais interessantes do dia. Entre as atividades mais procuradas estão a parede de escada de 7 metros de altura e o estúdio de TV. no espaço Vida, monitores simulam expedições de pesquisa no oceano e abordam a teoria da evolução, de Charles Darwin, de um jeito que entretém adultos e crianças.

    Saiba mais
  • SESC

    Sesc Santana

    Avenida Luiz Dumont Villares, 579, Jardim São Paulo (Zona Norte)

    Tel: (11) 2971 8700

    3 avaliações

    O Sesc Santana, inaugurado em 2005, é uma referência para a prática de esportes na região. Há atividades para crianças a partir dos 3 anos de idade — elas estimulam o desenvolvimento com saltos, rolamentos, ritmo e expressão corporal. Para adolescentes, vôlei, basquete e futsal são algumas opções. Adultos e idosos podem se inscreverem hidroginástica, ginástica multifuncional e iniciação à corrida.

     

    + De A a Z: conheça os achados da Zona Norte

    Saiba mais
  • Frei Caneca - Espaço Itaú de Cinema

    Rua Frei Caneca, 569, Consolação

    Tel: (11) 3472 2359

    8 avaliações

    Depois de ficar fechado por três semanas, o complexo do Shopping Frei Caneca reabriu com novo nome e algumas reformulações. Sob o patrocínio de outro banco, passou a se chamar Espaço Itaú de Cinema. As novidades incluem modernas poltronas de couro ecológico e um saguão com mesa comunitária, além das habituais bonbonnière e cafeteria. Embora os lugares das nove salas tenham diminuído — de 1 367 para 1 259, no total —, eles agora são numerados. Os preços continuam os mesmos e a programação, um dos principais atrativos, mantém-se versátil.

    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO