Gente

“Harry é menos rosa do que parece”, diz Sabrina Sato

Apresentadora esteve ao lado do príncipe britânico em evento no consulado

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Cercada de segredos e restrições, a Festa de Aniversário da rainha Elizabeth II, oferecida pelo Consulado Britânico, se revelou mais tranquila do que os organizadores esperavam. A expectativa toda se dava por causa da presença do príncipe Harry, que está visitando a cidade.

+ Princípe Harry saboreia caponata de casca de banana verde

Todos os convidados receberam uma lista de recomendações, como não levar câmera fotográfica ou mochilas grandes, além do aviso que passariam por inspeção na entrada. Porém nada disso foi necessário. A realeza chegou pontualmente às 19h30 conforme previsto. À sua espera estavam a apresentadora Sabrina Sato, a modelo Alessandra Ambrósio, a socialite Ana Paula Junqueira, o estilista Reinaldo Lourenço, o cabeleireiro Marco Antonio Di Biagi, o stylist Matheus Mazzafera e o prefeito Fernando Haddad.

Em um evento, que durou cerca de três horas, Sabrina Sato foi uma das escolhidas para conversar com Harry. De tão nervosa, não conseguiu pronunciar “Your Royal Highness” (algo como Sua Alteza Real). “Falamos por quatro minutos e ele olhava nos meus olhos, fazia perguntas, sabia que eu era apresentadora”, disse. “Príncipe Harry é menos rosa do que parece.” Simpática, ela o convidou para o Carnaval. O príncipe retrucou: “Quanto custa e quando acontece?”

Após falar individualmente com algumas pessoas, ele discursou por menos de dez minutos. Harry arrancou risadas quando disse: “Nós inventamos o futebol, mas os brasileiros colocaram em prática.” Ele afirmou estar feliz por visitar o Brasil novamente. “Quando estou aqui me sinto como um de vocês”

Pela manhã, ele visitou o projeto socioambiental da Serra do Mar, em Cubatão. Entre as atividades, o britânico conheceu a comunidade e plantou uma árvore.

Em sua estadia em São Paulo, Harry conhecerá também a cracolândia, região no centro da cidade onde se concentram usuários de drogas.

Na segunda-feira (23), antes de viajar para a capital mineira, ele esteve em Brasília, onde passou pelo hospital de reabilitação da Rede Sarah, com direito a canoagem com pacientes e funcionários no Lago Paranoá.

Fonte: VEJA SÃO PAULO