Política

PSDB realiza prévia para decidir candidato à prefeitura

O vereador Andrea Matarazzo, o empresário João Doria e o deputado federal Ricardo Tripoli estão na disputa

Por: Veja São Paulo

João Doria, Ricardo Tripoli e Andrea Matarazzo
João Doria, Ricardo Tripoli e Andrea Matarazzo: trio disputa prévia do PSDB para candidatura municipal (Foto: Leonardo Benassatto/Futura Press/Folhapress)

Neste domingo (28), os filiados PSDB devem decidir quem será o cadidato pelo partido à prefeitura de São Paulo nas eleições de 2016. O vereador Andrea Matarazzo, o empresário João Doria e o deputado federal Ricardo Tripoli estão na disputa.

Para ganhar, um dos concorrentes precisa alcançar mais de 50% dos votos. Do contrário, uma segunda votação acontecerá somente com os dois candidatos mais votados. A apuração deve começar por volta das 17h, na Câmara Municipal. Dentro do partido, a indicação dos três políticos foi marcada por denuncias e trocas de acusações.

+ Ricardo Tripoli promete hospitais veterinários se for eleito

O empresário João Doria, mesmo sem tradição de militância orgânica, representa o projeto de poder do governador Geraldo Alckmin, que tenta se viabilizar como candidato tucano à Presidência em 2018.

O vereador Andrea Matarazzo é aliado do senador José Serra, que não desistiu de chegar ao Palácio do Planalto depois de duas tentativas frustradas. Do grupo serrista também fazem parte o senador Aloysio Nunes e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Sem padrinhos entre os cardeais do partido, o deputado federal Ricardo Tripoli conta com a simpatia de alguns aliados do senador mineiro Aécio Neves em São Paulo.

APOIADORES DE DORIA FAZEM CAMPANHA NO DIRETÓRIO ZONAL DE PERDIZES DO PARTIDO

Apoiadores da candidatura de João Doria Jr. à Prefeitura de São Paulo instalaram cavaletes do empresário nos entornos do diretório zonal de Perdizes do PSDB.

A iniciativa do empresário irritou os tucanos da região. "Isso é um desserviço para o processo das prévias. Simboliza o chorume no qual se tornou isso (as prévias)", afirmou o ex-presidente do zonal de Perdizes, Fabio Fortes.

+ As razões para a desistência de Datena de sua candidatura política

Duas estudantes vestidas com coletes de apoio a Doria foram orientadas a ficar na região do zonal de Perdizes fazendo campanha para o candidato.

Graziela Matias (25) e Tainá Olímpio (19) afirmaram que estão trabalhando de graça para o empresário. Segundo Graziela, ela está apoiando a candidatura porque Doria "ajuda a comunidade" onde elas moram. As duas residem no Butantã, na zona sul da capital. "Estamos ajudando porque ele ajuda nossa comunidade. Ele promove eventos, ajuda crianças", disse Graziela.

Pouco depois de falarem com a reportagem, as duas apoiadoras da candidatura de Doria foram abordadas por Carlos Ávila, fiscal da campanha do empresário, que quis saber delas o que o Estado questionou na entrevista.

*Com Estadão Conteúdo

Fonte: VEJA SÃO PAULO