Trânsito

Prefeitura desiste de veto a "futebol e política" nos táxis

Depois de polêmica, motoristas não terão mais lista de assuntos a serem evitados

Por: Sérgio Quintella - Atualizado em

Táxi - mistérios da cidade
Segundo levantamento do aplicativo 99 táxis, o maior destino das corridas é o Itaim Bibi  (Foto: Icaro Lima Verde/ Estadão Conteúdo )

A Prefeitura de São Paulo vai revogar a orientação de que os taxistas evitem tratar de assuntos polêmicos com os passageiros. A norma integrava a portaria nº 183/2015, de 17 de dezembro de 2015, que entrou em vigor nesta semana. Outros pontos do texto, como regras de vestimenta social, continuam valendo.

Tão polêmica quanto os assuntos proibidos - como futebol, religião e política - foi a repercussão das novas condutas. Segundo o texto, os condutores não deveriam deixar transparecer paixões esportivas, convicções partidárias, fé e cultos religiosos, opções de comportamento pessoal, além de problemas particulares ou da categoria.

Haddad sanciona lei que libera táxi por aplicativo

Segundo o secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto, a medida, criada em uma câmara temática envolvendo governo e profissionais, tinha como objetivo preservar o passageiro, mas que "não cabe à prefeitura esse tipo de proibição". "Eu entendi a preocupação da categoria, mas vou pedir que tirem essa parte do manual". 

Fonte: VEJA SÃO PAULO