Mobilidade

Prefeitura quer treinar motoristas de ônibus para convívio com bikes

Proposta será apresentada às empresas de coletivos para que posssam melhorar relação entre condutores e ciclistas

Por: Luisa Coelho - Atualizado em

Testamos dez linhas de ônibus
Plano prevê curso para preparar motoristas de ônibus para o convívio com ciclistas (Foto: redação vejasp)

Diante do aumento das ciclovias na cidade e do número de bicicletas nas ruas e para evitar episódios como o que aconteceu na última segunda-feira (27), quando o ciclista Marlon Moreira de Castro foi atropelado por um coletivo na avenida Paulista, a prefeitura de São Paulo estuda proposta que prepare os motoristas para o convívio com os ciclistas. 

Segundo a Secretaria Municipal de Transportes, que trabalha em parceria com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e com a São Paulo Transporte (SPTrans), a ideia é fazer um programa específico com foco na relação entre motoristas de ônibus e usuários de bicicletas. O plano será apresentado às concessionárias e permissionárias para que possam realizar cursos aos seus condutores.

+ Estação Fradique Coutinho da Linha 4 será inaugurada dia 15

+ Conheça Enivo, um dos grafiteiros mais atuantes da cidade

A demanda já é antiga por parte dos ciclistas. Até a publicação deste texto, o site Panela de Pressão, que mobiliza a população para pressionar as autoridades, reunia 547 pedidos em prol do treinamento obrigatório a todos os motoristas de ônibus ligados a SPTrans. Entre as demandas do grupo está o curso de direção defensiva, já aplicado em Recife, Porto Alegre e Florianópolis. Um vídeo que circulou na internet no ano passado mostrava os participantes recifences levando "finas" de ônibus. 

+ USP planeja usar Enem para preencher até 40% das vagas

A morte de Marlon é a terceira que acontece na mesma avenida envolvento coletivos. Marcia Prado morreu em 2009 e Julie Dias em 2011, ambas atropeladas por motoristas de ônibus. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO