Carnaval

Prefeitura vai cercar miolo da Vila Madalena durante o Carnaval

Objetivo é evitar grande acúmulo de pessoas nos dias de folia; entrada com garrafas será proibida

Por: Sérgio Quintella - Atualizado em

Bloco Vila Madalena - Vai Você em Dobro
Bloco Vai Você em Dobro, que saiu pelas ruas da Vila Madalena no ano passado (Foto: Veja SP)

A Prefeitura de São Paulo vai limitar a entrada de foliões em treze quarteirões da Vila Madalena, na Zona Oeste, antes, durante e depois do Carnaval. A medida tem como objetivo evitar que a região seja mais uma vez foco de problemas e confusões, como ocorreu no ano passado.

+ Quinze motivos para amar São Paulo

Os bloqueios começam nesta sexta (29), a partir das 17h, e se estendem até a meia-noite. No sábado (30) e no domingo (31), o fechamento começa uma hora antes e também termina à meia-noite. Na semana seguinte, a do Carnaval, as interdições ocorrem de sexta (5) a terça (9). Nos dias 12, 13 e 14 de fevereiro, o cerco também acontece.

Os quarteirões compreendidos entre as ruas Mourato Coelho, Inácio Pereira da Rocha, Wizard e Fidalga, entre outras (confira a ilustração abaixo), serão fechados com grades, como ocorreu durante a Copa do Mundo.

Mapa Vila Madalena
Mapa das vias fechadas com grades nos dias de folia na Vila Madalena (Foto: Subprefeitura de Pinheiros)

Nesse perímetro, não será permitida a entrada de garrafas de vidro, caixas de isopor - exceto de ambulantes credenciados - e veículos não cadastrados. A revista individual será feita pela Polícia Militar, que não deixará mais ninguém passar caso o limite de 15 000 pessoas seja atingido.

Após o anúncio da medida, feito nesta quinta (28) pela subprefeita de Pinheiros, Harmi Takiya, o comerciante Tom Green, presidente da associação SOSsego Vila Madalena, criticou a demora na divulgação dos trajetos dos 69 blocos que desfilarão em toda a região. "A um dia dos eventos, a gente não tem acesso às informações. Até agora ninguém explicou por onde os blocos vão passar", reclamou.

Nas vias cercadas, os desfiles dos cordões deverão acabar às 16 horas, ao contrário do resto da área delimitada pela subprefeitura, que precisará respeitar o limite para dispersão do público, às 20h.

Fonte: VEJA SÃO PAULO