Serviço

Quanto custa estacionar nas principais casas de shows da cidade

HSBC Brasil passa a cobrar R$ 35,00 e Tom Jazz, R$ 30,00; veja tabela de valores atualizada

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

HSBC Brasil
HSBC Brasil: estacionamento custa agora R$ 40,00 (Foto: Fernando Moraes)

No início do mês, o preço do estacionamento do HSBC Brasil  (até 4 000 pessoas), na zona sul, uma das principais e mais bem avaliadas casas de espetáculos da cidade, aumentou de 30 reais para 35 reais. No entanto, é a única que oferece a compra antecipada do serviço no site da Ingresso Rápido,  a trinta reais. Seu "concorrente", o  Credicard Hall  (até 7 000 pessoas), na zona oeste, cobra R$ 40,00.

Não faz muito tempo também que parar o carro no valet do Tom Jazz  (200 lugares) passou a pesar cinco reais a mais no bolso: agora custa 30 reais. Casas maiores, como o Bourbon Street Music Club  (400 pessoas) e o Cine Joia  (1 500 pessoas), cobram 20 reais e 25 reais, nesta ordem.

De acordo com a Hot Valet, empresa que atende o HSBC Brasil e o Tom Jazz, o reajuste foi motivado pelo "aumento dos custos com aluguel e com seguro". 

Com exceção do Tom Jazz e do Cine Joia, que ficam próximos às estações de metrô Paulista (270 metros) e Liberdade (200 metros), o acesso aos demais estabelecimentos citados acima não é lá tão fácil assim via transporte público.

Para chegar ao Credicard Hall de trem, por exemplo, é preciso desembarcar na estação Giovanni Gronchi (CPTM) e caminhar por quase dois quilômetros em locais não muito seguros para pedestres, como a Ponte João Dias. De ônibus, a vida fica um pouco mais fácil: há pelos menos cinco linhas (veja aqui) que passam por ali. 

O acesso ao HSBC Brasil se dá por meio da estação de trem Granja Julieta (CPTM). Dali, a caminhada também é longa –1,5 quilômetro pela Avenida das Nações Unidas–, trajeto que pode ser feito de ônibus ou táxi. Diferente do Credicard Hall, a casa oferece serviço de táxis credenciados na saída do show, com um atendente para auxiliar o público, o que evita a interferência de taxistas oportunistas cobrando valores fechados por corrida. 

Espectadores do  Teatro Municipal  costumam ser pegos de surpresa na hora de deixar o carro nos estacionamentos: as garagens das redondezas chegam a dobrar o valor para 50 reais em noites de espetáculos. Mais fácil é ir de metrô. A estação Anhangabaú fica a 200 metros dali. 

Diante dessas questões, listamos os valores cobrados nos principais endereços de shows da cidade para você ficar de olho. Simulamos também o quanto uma pessoa desembolsa por noite –incluindo ingresso no melhor setor mais taxa de conveniência– se for de carro até o local. Confira:

Tabela Estacionamento Casas de Shows
(Foto: Veja São Paulo)
Tabela Estacionamento Casas de shows
(Foto: Veja São Paulo)

Fonte: VEJA SÃO PAULO