carnaval

Pré-carnaval em São Paulo reúne 410 mil pessoas neste fim de semana

Só neste domingo (31) o total de foliões chegou a 300 000; Vila Madalena registrou tumulto com bombas e pedradas na madrugada de sábado (30)

Por: Veja São Paulo

carnaval 4
Pré-carnaval leva 410 000 foliões para as ruas da capital (Foto: VEJA SÃO PAULO)

O total de foliões que tomou as ruas da capital no pré-carnaval deste fim de semana chegou a 410 000 pessoas que se divertiram com 63 blocos. O maior número ocorreu neste domingo (31) atraindo 300 000 mil pessoas.

+ Prefeitura cerca miolo da Vila Madalena durante o Carnaval

Segundo levantamento do Observatório de Turismo da SPTuris quase todo o público (97%) é formado por pessoas que moram em São Paulo e que a ampla maioria (71%) escolheu ficar na cidade para curtir a festa. O perfil aponta também para uma maioria de mulheres (67%) e que uma parcela grande do público (64%) se animou a participar do carnaval de rua pela primeira vez em 2016.

carnaval são paulo facebook
A atriz Fernanda Paes Leme passou pelo bloco Casa Comigo na capital (Foto: VEJA SÃO PAULO)

A programação deste domingo (31) teve a estreia no carnaval de São Paulo do grupo carioca Monobloco, que contagiou mais de 40 000 pessoas na região do Parque do Ibirapuera. Lá a folia começou com concentração no Obelisco do Ibirapuera às 10h e seguiu pela Avenida Pedro Álvares Cabral. O grupo colocou o público para dançar ao som de 160 percursionistas e não faltaram também marchinhas de carnaval tradicionais, como “Mamãe eu Quero".

O bloco com maior público neste domingo, segundo a prefeitura, foi o Acadêmicos do Baixo Augusta, que atraiu 90 000 foliões ao desfile na Rua da Consolação, na região central da cidade. O bloco foi criado por donos e freqüentadores de casas noturnas da região da Rua Augusta. O grupo tem o cantor Wilson Simoninha como puxador de samba, o escritor Marcelo Rubens Paiva como porta-estandarte, a atriz Alessandra Negrini como rainha da bateria e é apadrinhado pela cantora Tulipa Ruiz.

+ Saiba tudo que rolou no pré-carnaval deste fim de semana

Além dos blocos, o pré-carnaval teve também neste final de semana atrações no palco do Largo da Batata, em Pinheiros, montado pela Secretaria Municipal de Cultura. Das 18h às 23h30, haverá apresentação da Banda Carnavalesca Macaco Cansado (18h) e dos blocos Bastardo (20h) e Quizomba (22h).

Já a Vila Madalena foi palco de uma confusão entre policiais militares e jovens na madrugada deste sábado (30). Houve correria e o uso de bombas de gás lacrimogêneo entre as ruas Belmiro Braga, Horácio Lane e Inácio Pereira da Rocha. Um homem armado com um pedaço de madeira com pregos acertou um PM. Duas pessoas foram detidas.

Na noite de sábado houve outro tumulto com a lotação máxima de 15 000 pessoas na Vila, definida pela Polícia Militar, irritava os foliões. Para tentar furar o bloqueio, muitos inventavam histórias (e depois confirmavam à reportagem a mentira): diziam ser moradores da área, que o irmão estava passando mal no meio da aglomeração ou que se perderam da mãe. Gás de pimenta se espalhou pela esquina das Ruas Mourato Coelho e Inácio Pereira da Rocha. 

carnaval 3
Pré-carnaval leva 410 000 foliões para as ruas da capital (Foto: VEJA SÃO PAULO)

APREENSÕES

Segundo a prefeitura, as áreas com maior quantidade de blocos, nas subprefeituras da Sé, Pinheiros e Vila Mariana receberam um efetivo de 197 guardas, que apreenderam 2.125 itens de comércio irregular. As ambulâncias atenderam 11 chamadas de foliões que passaram mal.

LIMPEZA

Na região da subprefeitura da Sé foram recolhidas neste sábado (30) 19,5 toneladas de lixo. A limpeza das ruas foi realizada com 122 metros cúbicos de água de reúso e 720 litros de desinfetante. No total, 225 profissionais trabalharam auxiliados por 15 caminhões, cinco triciclos, cinco bicicletas, dois carros elétricos e oito caminhões-pipa.

Na região de Pinheiros, 210 profissionais trabalharam no sábado na limpeza das ruas que receberam blocos e coletaram 46,5 toneladas de lixo. A limpeza empregou 87 metros cúbicos de água de reúso e 450 litros de desinfetante. Auxiliaram os trabalhos 23 caminhões basculantes habitáculos, compactadores, pipas, veículos leves e motos.

Fonte: VEJA SÃO PAULO