Cidade

Praça no Centro inaugura serviço de wi-fi livre

Até o mês de outubro a prefeitura pretende implantar o esquema de internet grátis em mais 120 praças da cidade

Por: Juliana Deodoro

Wifi livre
A Praça Dom José Gaspar é o primeiro ponto da cidade a oferece internet de graça (Foto: Juliana Deodoro)

O primeiro espaço com wi-fi livre na cidade de São Paulo começou a funcionar nesta quinta (01) em caráter experimental. O local escolhido foi a Praça Dom José Gaspar, na região central. Até outubro, a prefeitura pretende que 120 locais, em todos os distritos da capital, sejam beneficiados.

+ Confira os melhores passeios com entrada gratuita na cidade

Durante a inauguração, o secretário de Serviços Simão Pedro afirmou que o uso de internet possibilita uma mudança na relação do paulistano com a cidade. "De Marsilac [Parelheiros] ao centro expandido, isso aqui é para todos. Queremos estimular o cidadão a frequentar as praças e parques da cidade e que nelas eles possam se comunicar."

Wifi livre
"Queremos estimular o cidadão a frequentar as praças e parques da cidade e que nelas eles possam se comunicar", diz o secretário de serviços Simão Pedro (Foto: Juliana Deodoro)

A mesma posição foi compartilhada pelo secretario da Cultura Juca Ferreira. "É o início de um novo momento de utilização do espaço público."

Para o professor de políticas publicas na Universidade Federal do ABC e integrante do comitê gestor do projeto Praças Digitais, Sergio Amadeu da Silveira, o maior desafio será criar a infraestrutura para conectar as redes - no centro e na periferia. "O problema de estrutura de internet banda larga no centro da cidade é grave. Não estamos falando do Piauí, do norte de Minas ou da fronteira do Rio Grande do Sul, mas do centro de São Paulo. Vamos forçar para que essa infraestrutura seja feita."

Testamos

Wifi livre
Até outubro, a prefeitura pretende que 120 praças, em todos os distritos da capital (Foto: Juliana Deodoro)

Cada usuário terá uma conexão de 512kbs irrestritos. Na Praça Dom José Gaspar, por exemplo, a conexão atual permite que até 300 pessoas estejam conectadas ao mesmo tempo. Nesta quinta, porém, o sinal não estava funcionando completamente. Segundo técnicos da prefeitura, isso aconteceu porque vários testes de qualidade foram feitos, ocupando a banda e fazendo com que o link caísse.

Para garantir que o sinal seja permanente, a prefeitura implementou o Sistema de Serviços de Tráfego de Última Milha (SIMET) que mede a qualidade da conexão. Qualquer cidadão poderá acompanhar o desempenho por meio do site oficial do projeto.

Criticas e sugestões podem ser enviadas para o e-mail: pracasdigitais@prefeitura.sp.gov.br.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO