Comidinhas

Conheça a casa especializada em poutine, tradicional prato canadense

Localizada na Vila Mariana, a Canucks Poutinerie serve o prato composto de batata frita, molho, queijo e muuuitos complementos

Por: Jennifer Detlinger - Atualizado em

Canucks Poutinerie
Batata frita, shimeji, creme de leite com shoyu, vinho branco e queijo (Foto: Divulgação)

Que atire a primeira batatinha quem nunca foi a uma lanchonete e se rendeu aos prazeres calóricos de uma porção de fritas beeem generosa. Pois na Canucks Poutinerie, na Vila Mariana, a pedida é a protagonista do cardápio.

+ Bons endereços para comer faláfel dourado e crocante

E não é qualquer batata frita, não. O endereço se dedica à poutine (lê-se "putine"), receita de origem canadense que consiste em fritas incrementadas de queijos, molhos e até carnes, como frango, bacon, linguiça ou pernil suíno. 

A casa tem jeitão de boteco, com mesinhas de madeira espalhadas pela calçada, e foi aberta há quatro anos por Luana Desie e Carey Evans, canadense e ex-participante da terceira temporada do reality show culinário Cozinha Sob Pressão, do SBT.

Canucks Poutinerie
Batata frita, ovo frito, molho gravy, cebolinha, queijo e tiras de carne   (Foto: Divulgação)

Cortadas em palitos médios, a batata é frita em gordura vegetal para ficar sequinha. Tradicionalmente, o molho gravy que vai por cima tem como base caldo de carne. Na casa, é trocado por uma versão vegetariana com manteiga, molho de tomate, vinho e temperos -- e, sim, fica bom. O queijo é preparado pela dupla de cozinheiras e se assemelha ao de coalho.

Há quinze versões de poutine no cardápio, desde combinações simples, com queijo, bacon e cebolinha, a mais diferentonas com ingredientes como cogumelo shimeji, kimchi (conserva de acelga fermentada na pimenta) e homus.

Canucks Poutinerie
Batata frita, bacon, cebolinha, molho gravy e queijo (Foto: Divulgação)

Visitamos o endereço e provamos a chamada poutine original, com pernil suíno desfiado (R$ 38,00). A porção ganha pontos porque os palitos não ficam molengas, mesmo com a quantidade de molho e de carne bem temperada e úmida por cima. E o queijo veio quentinho e derretido, apesar de tímido no paladar. No final, a combinação de ingredientes dá certo se mostra muito saborosa. 

+ Cinco batatas fritas imperdíveis na cidade

Dica esperta: antes de visitar o endereço, é preciso arrumar companhia para experimentar a poutine, já que é quase impossível devorar sozinho uma porção. Além do tamanho-família, mesmo as versões mais básicas ultrapassam 700 calorias.

Fonte: VEJA SÃO PAULO