Memória Paulistana

Ponte aérea Rio-São Paulo faz cinquenta anos

Por: Daniel Nunes Gonçalves [Caio Barretto Briso, Fernanda Nascimento, Giuliana Bergamo e João Batista Jr. ] - Atualizado em

Nos anos 50, os passageiros podiam esperar pelo embarque ao ar livre no Aeroporto de Congonhas, como registrou a família Arcocha na foto acima. Em 1959, nasceu ali a ponte aérea Rio-São Paulo, que completa cinquenta anos neste mês. Para reduzirem a concentração de voos em alguns horários e a escassez em outros, as companhias que operavam a rota fizeram um acordo comercial. As partidas passaram a ser escalonadas. Bastava que o viajante pagasse um preço de tabela, fizesse o check-in e entrasse no próximo avião disponível. Com a liberação das tarifas, há dez anos, a regra caiu. Mas a linha continua concorridíssima e o nome ficou. São 885 partidas semanais, com média de sete voos por hora.

Fonte: VEJA SÃO PAULO