Polícia

14 policiais da Rota são presos em São Paulo

Corregedoria deteve o grupo como medida preventiva, para avaliar a morte de dois homens em suposto confronto

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Rota
Inquérito da Corregedoria vai apurar a motivação das mortes (Foto: Oslaim Brito)

Quatorze policiais militares das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) foram presos pela Corregedoria da PM na última quinta (6). Conforme informações da Secretaria de Segurança Pública, a medida é preventiva e tem o objetivo de apurar a denúncia que envolve a morte de dois homens em Pirituba, na Zona Norte de São Paulo.

+ Haitianos sofrem atentados na Baixada do Glicério

Um inquérito instaurado para apurar o caso pretende investigar o que motivou as mortes. Na versão dos PM's, elas aconteceram durante uma perseguição a três suspeitos que fugiam em um carro, por voltas das 14h.

+ Roda de ônibus atinge carro e motorista fica ferido

Os homens teriam reagido à abordagem e foram baleados na Avenida Felipe Pinel. Dois deles morreram no local e o terceiro conseguiu fugir.

+ Dois homens são presos com carga de pneus roubada

No entanto, a corregedoria investiga uma versão divergente. Uma testemunha disse que, antes do horário citado, um dos homens foi abordado em Guarulhos, na região metropolitana, o que contradiria o depoimento dos policiais e poderia indicar crime de execução.

Junto com os suspeitos, foram encontrados um revólver, uma submetralhadora 9mm, um colete balístico. Segundo a SSP, o esquadrão antibomba foi chamado porque foram encontradas duas bananas de dinamite no carro dos três homens.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO