Crime

Polícia reabre investigações da morte de Marcos Matsunaga

Inquérito apura se a mulher Elize teve ajuda no assassinato do marido

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Elize Matsunaga  - Suzane Richthofen
Elize Matsunaga: reabertura de investigações (Foto: Reprodução)

A polícia vai reabrir as investigações sobre a morte do herdeiro do grupo Yoki, Marcos Matsunaga, morto em 2012. Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), a instauração do inquérito se dá para apurar se Elize Matsunaga, mulher de Márcio, que assumiu a autoria do crime, teve ajuda de outra pessoa na ação.

+ Suzane von Richthofen se casa com ex-parceira de Elize Matsunaga

O inquérito está sob responsabilidade do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) e foi reaberto a pedido do Ministério Público.

Na última quinta-feira (15), o Jornal da Band mostrou uma reportagem afirmando que a polícia já tem um suspeito de ajudar a assassina. Uma briga de casal registrada em uma delegacia da periferia de Cotia na Grande São Paulo teria reforçado a hipótese. Na ocasião, a mulher disse que seu marido era cúmplice da acusada.

O relato foi analisado por policiais do DHPP, que descobriram que o homem é irmão de uma auxiliar veterinária, conhecida de Elize. O suspeito está desaparecido desde então. A SSP não comenta essas informações.

+ A estratégia da defesa de Elize Matsunaga, do caso Yoki

Elize está presa na penitenciária do Tremembé, onde aguarda júri.

O CASO

Elize e Marcos eram casados na época da morte. O crime teria acontecido durante uma discussão do casal. Após atirar no marido, ela esquartejou o corpo de Matsunaga e jogou as partes em terrenos de Cotia, na região metropolitana de São Paulo. Embora tenha confessado o crime, a bacharel em direito sempre negou a participação de outras pessoas no assassinato.

Fonte: VEJA SÃO PAULO