Justiça

Polícia Federal faz buscas nos Jardins contra doleiros

Operação Monte Olimpo foi deflagrada para reprimir crimes de evasão de divisas e lavagem de dinheiro

Por: Estadão Conteúdo

Lava JAto Pixuleco
Polícia Federal realizou operação em bairros nobres de São Paulo (Foto: Vagner Rosário/VEJA)

A Polícia Federal deflagrou em São Paulo nesta quarta-feira (23) a Operação Monte Olimpo, para reprimir crimes de evasão de divisas e lavagem de dinheiro, supostamente cometidos por doleiros que remetiam recursos ao exterior por meio do mecanismo conhecido como 'dólar-cabo'. Foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão na capital paulista no bairro dos Jardins e também na Vila Nova Conceição, Alto de Pinheiros e Perdizes.

+ Em meio à crise, Alckmin receberá prêmio por gestão hídrica em São Paulo

O inquérito policial foi instaurado em 2013, após a constatação de que doleiros que já são alvo da Polícia Federal em outras investigações, inclusive a operação Farol da Colina, deflagrada em 2004, e a Vitruviano, no Mato Grosso, em 2007, estavam utilizando o nome de um empresário português, já falecido, para remeter quantias ao exterior.

+ Cai número de motoristas que usam carro diariamente

A operação também rastreia fraude processual em relação a outras pessoas acusadas de adulterar vínculos pessoais com o empresário, para obtenção de bens e valores que já haviam sido apreendidos em favor da União, a título de herança. A pedido da PF, a Justiça Federal bloqueou 24 milhões de reais que estavam depositados na conta do empresário.

+ Confira as últimas notícias da cidade

Os investigados poderão ser responsabilizados pelos crimes de lavagem de dinheiro, evasão de divisas e fraude processual, com penas de três meses a dez anos de prisão.

Fonte: Estadão Conteúdo