Cidade

PM encontra três crianças abandonadas na Vila Clementino

Mãe foi viajar no sábado e deixou os filhos, um casal de gêmeos com 3 anos e outro bebê de quatro meses, em casa sob os cuidados do irmão de 20 anos, que saiu de casa e foi localizado com sinais de embriaguez

Por: Mariana Zylberkan - Atualizado em

vilamariana
Endereço na Vila Clementino onde as crianças foram abandonadas (Foto: Reprodução/Google Maps)

Três crianças foram encontradas pela PM abandonadas em uma casa na rua Loefgreen, na Vila Clementino, zona sul, na noite deste domingo (17). Duas delas têm 3 anos e a outra é um bebê de colo, de quatro meses.

De acordo com a Polícia Militar, a mãe das crianças, a empregada doméstica Cassia Regina Rocha dos Santos, viajou no sábado e as deixou sob os cuidados do irmão, de 20 anos. O rapaz teria saído na manhã de domingo e só voltado no fim da noite com sinais de embriaguez. Ele foi detido por abandono de incapaz. 

+Semana terá baixas temperaturas e tempo nublado

Em depoimento à polícia, ele disse que as deixou com uma adolescente de 13 anos que não estava no local quando a polícia chegou. No boletim de ocorrência, policiais relataram que  a casa estava em péssimas condições de higiene. 

Na noite de domingo, um vizinho ouviu o choro e resolveu chamar a polícia ao perceber que não havia ninguém na casa. As crianças de 3 anos são um casal de gêmeos e um deles é portador da síndrome de down. Elas foram encaminhadas para o Hospital São Paulo, na Vila Clementino, onde foram alimentadas e estão sob observação. O estado de saúde é considerado bom e até a manhã desta segunda (18) elas aguardavam avaliação da vara de infância para serem transferidas para um abrigo ou casa de parentes. 

De acordo com o delegado Danilo Moraes Correa, do 16º DP (Vila Clementino), onde o caso está sendo investigado, a mãe pode ser arrolada como acusada no processo de abandono de incapaz movido contra o rapaz de 20 anos. Ela foi localizada pela polícia e ficou de se apresentar na delegacia até o fim desta segunda-feira (18). 

+Fique por dentro do que acontece na cidade

Fonte: VEJA SÃO PAULO