POLÍCIA

Homem morto em briga de torcidas na Zona Leste é identificado pela polícia

José Sinval Batista de Carvalho passava pela Praça Padre Aleixo Monteiro Mafra quando foi atingido no peito por uma bala perdida

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

JOSE-SINVAL-DHPP
Retrato da vítima foi divulgado pela polícia nesta quarta (6) (Foto: DHPP)

Foi descoberta a identidade do que foi baleado durante um confronto entre torcidas organizadas no último domingo (3) em São Miguel Paulista, Zona Leste da Capital. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, José Sinval Batista de Carvalho tinha 53 anos e nasceu na cidade de Parapiranga, interior da Bahia.

+ Fique por dentro das últimas notícias da cidade

A briga aconteceu por volta das 10h da manhã, quando um grupo de 50 torcedores do Corinthians e do Palmeiras se cruzou em frente à estação São Miguel Paulista da CPTM, na Praça Padre Aleixo Monteiro Mafra. Durante a confusão, Carvalho foi atingido por um tiro no coração e morreu no local. De acordo com a PM, ele estava de passagem pela região e não fazia parte de nenhuma das organizações.

O cadáver havia sido identificado Polícia Técnico-Científica pela impressões digitais. Após a comparação, o irmão da vítima reconheceu o corpo no IML Leste

O caso

Uma briga entre as torcidas organizadas Mancha Verde, do Palmeiras, e Gaviões da Fiel, do Corinthians, na estação de trem de São Miguel Paulista, na Zona Leste de São Paulo, terminou com um homem baleado e três pessoas detidas. Na estação Brás do metrô (Linha 3 - Vermelha), o encontro das torcidas terminou em confusão por volta das 12h15 (assista vídeo acima).

A circulação de trens entre as estações Brás e Pedro II chegou a ser interrompida e os demais trens circulavam com velocidade reduzida e maior tempo de parada nas outras estações da Linha 3 - Vermelha. Os torcedores depredaram o interior dos trens e quebraram vidros e portas. Lojas e outras dependências da estação Brás também foram danificadas.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO