Cidade

PM é acusada de jogar bomba dentro de bar em São Paulo

Confusão ocorreu na madrugada de sábado na Vila Madalena

Por: Redação - Atualizado em

Empanadas Bia Parreiras
Bar Empanadas (Foto: Bia Parreiras)

Uma confusão envolvendo frequentadores de um bar e policiais militares terminou com quatro pessoas detidas na madrugada de sexta (9) para sábado (10) na Vila Madalena, Zona Oeste. A PM informa que foi chamada por pessoas que reclamavam de barulho e aglomerações na Rua Wisard (confira nota oficial abaixo) e que precisou controlar a confusão.

Paola Carosella reclama de ato de vandalismo em seu restaurante

Por outro lado, há relatos de abusos e agressões por parte da corporação. Pelo Facebook, uma jovem chamada Camila Araújo afirmou que estava com amigos no bar Empanadas quando a polícia jogou um invólocro de gás por baixo da porta de metal. 

Confusão Empanadas
Jovem critica ação da PM em bar da Zona Oeste (Foto: Reprodução)

"Eis que escuto umas bombas, e vejo uns jovens correndo do lado de fora, pela janela de vidro do lugar onde eu estava. Pela movimentação, alguns clientes foram pra porta do estabelecimento (a maioria do lado de dentro mesmo), e uns garçons se prontificaram pra fechar as portas de enrolar. Nisso, jogaram uma bomba de gás lacrimogêneo na porta do bar (tipo dentro). E como as janelas de vidro já haviam sido fechadas, assim como a porta de enrolar (por causa das bombas da rua), o efeito da bomba começou rapidamente. Todo mundo começou a ficar desesperado, porque o efeito é forte como dizem, especialmente num lugar abafado", escreveu. 

Veja abaixo o vídeo da confusão, postado no You Tube:

Confira na íntegra a nota enviada pela Secretaria da Segurança Pública. 

"A Polícia Militar recebeu, na madrugada deste sábado (10), diversas reclamações de moradores da Vila Madalena quanto ao barulho produzido por pessoas que se aglomeravam na rua Wizard. Elas ouviam música alta em veículos estacionados na via.

Houve um princípio de tumulto e foi necessário o emprego de técnicas de controle de distúrbios. Quatro pessoas desacataram os policiais, resistiram à prisão e foram conduzidas pelos PMs ao 14º DP. A Polícia Civil informa que foi registrado um termo circunstanciado de desacato e lesão corporal. Os detidos foram liberados.

A Corregedoria da PM está à disposição para formalizar denúncia de qualquer pessoa que, durante a abordagem, considere que houve excesso dos policiais."

Até o momento o Empanadas não se pronunciou. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO