Arte - Especiais

Livro da Pinacoteca ressalta importância das coleções de museus

Dezesseis historiadores e críticos de arte assinam ensaios focados em trabalhos emblemáticos do museu da Luz

Por: Jonas Lopes - Atualizado em

Acervo da Pinacoteca do Estado
Acervo: segundo andar da Pinacoteca do Estado é dedicado à história da arte do país (Foto: Divulgação)

Ao pensarmos no Museu do Prado, em Madri, e no Louvre, em Paris, logo os associamos, respectivamente, a pinturas como 'As Meninas', de Diego Velázquez, e 'Mona Lisa', de Leonardo da Vinci. Até mais do que as mostras temporárias, as obras do acervo permanente atraem visitantes e ajudam a formar a identidade das instituições. Com lançamento previsto para este sábado (27), o livro Arte Brasileira na Pinacoteca do Estado de São Paulo (Imprensa Oficial e Cosac Naify; 240 páginas; 60 reais) estimula o debate sobre a relevância das coleções dos mais importantes museus da cidade. Dezesseis historiadores e críticos de arte assinam ensaios focados em trabalhos emblemáticos do museu da Luz. “Nossa intenção é estabelecer uma revisão crítica da arte brasileira”, afirma o diretor da Pinacoteca, Marcelo Araújo. “Instigar reflexões como essa é uma função básica de qualquer espaço cultural público.” Confira a seguir o que há de melhor para ver em quatro endereços.

  • Museu conta com cerca de 10 000 obras, se forem contabilizados os conjuntos que antes pertenciam a Edemar Cid Ferreira, Naji Nahas e Juan Carlos Abadía
    Saiba mais
  • Acervo da Estação Pinacoteca

    Atualizado em: 7.Dez.2010

    Além de mostras temporárias, 121 obras da Fundação Nemirovsky cedidas em comodato ao governo do estado e exibidas no 1º andar do museu
    Saiba mais
  • Acervo do Masp

    Atualizado em: 28.Jan.2011

    A coleção reúne 7 600 obras de alguns dos mais importantes nomes da história da arte, caso de Rafael, Goya, El Greco e Van Gogh
    Saiba mais
  • Acervo da Pinacoteca do Estado

    Atualizado em: 28.Jan.2011

    Todo o 2º andar do edifício projetado por Ramos de Azevedo e Domiciano Ross é dedicado à história da arte do país nos últimos 200 anos
    Saiba mais
  • Museus

    Masp

    Avenida Paulista, 1578, Bela Vista

    Tel: (11) 3149 5959

    VejaSP
    16 avaliações

    O mais importante museu da América Latina reúne 8000 obras em seu acervo, a maior coleção de arte europeia fora do continente e dos Estados Unidos. Quadros emblemáticos de Van Gogh, Renoir, Rembrandt, Monet, Manet, Picasso, Modigliani impressionam qualquer pessoa que passa por lá. A coleção, porém, vai muito além disso: tem núcleos dedicados à arte brasileira, moda, arqueologia, fotografia, entre outros. Desde o segundo semestre de 2014, a instituição tem como presidente o empresário Heitor Martins, que convidou Adriano Pedrosa para ser o diretor artístico da instituição. Atualmente, o Masp tem passado por uma fase de grandes mudanças em sua programação, conselho, café, loja e estrutura.

    Sua mais importante mudança é a volta dos cavaletes de vidro a partir de dezembro de 2015. Eles foram criados pela arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi, também autora do projeto do atual prédio da instituição, na Avenida Paulista, inaugurado em 1969. Por si só, a construção de vidro e concreto aparente, é um desenho único; e seu vão-livre, uma referência para todo o mundo. Para expor os quadros que estavam sendo, então, garimpados pelo empresário Assis Chateaubriand e crítico Pietro Maria Bardi, Lina criou cavaletes presos a blocos de concreto, de maneira que, dependurados, os quadros "flutuam". Em 1996, durante a gestão de Julio Neves, a expografia foi derrubada, e substituída por paredes tradicionais.

    Saiba mais
  • Museus

    Pinacoteca de São Paulo

    Praça Da Luz, 2, Bom Retiro

    Tel: (11) 3324 1000

    8 avaliações
  • Museus

    Museu de Arte Contemporânea (MAC)

    Rua Da Reitoria, 160, Butantã

    Tel: (11) 3091 3039

    Sem avaliação
  • Museus

    Estação Pinacoteca

    Rua General Osório, 66, Santa Efigênia

    Tel: (11) 3335 4990

    Sem avaliação

    A instituição fica no antigo prédio do Departamento Estadual de Ordem Política e Social (o Deops). Seus salões amplos e de pé-direito alto mostram-se perfeitos para receber trabalhos de grandes dimensões. A partir de outubro de 2016, o prédio passou a expor somente exposições contemporâneas, com peças do acervo da Pinacoteca produzidas a partir dos anos 80, além de mostras temporárias. Com o ingresso em m]aos, é possível também visitar o prédio principal da Pinacoteca localizada no Parque da Luz.

    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO