Design

Philippe Starck apresenta suítes do hotel de luxo na Cidade Matarazzo

Diretor artístico escolheu somente materiais nacionais para os cinquenta tipos diferentes de quartos, próximos à Avenida Paulista

Por: Julia Flamingo - Atualizado em

ruy teixeira
Cinquenta tipos diferentes de suítes foram desenhadas pelo designer francês Philippe Starck (Foto: Ruy Teixeira)

O sonho de transformar o antigo Hospital Matarazzo em um complexo luxuoso está chegando perto de ser concretizado. Nesta terça (19), o grupo francês Allard - que, há quase dez anos, adquiriu o terreno de 28 000 metros quadrados - apresentou os primeiros quartos do hotel da marca Rosewood.

O projeto é capitaneado pelo designer Philippe Starck. Ele participou pessoalmente do evento inaugural na Cidade Matarazzo, a poucos metros da Avenida Paulista.

+ Hotel de luxo na Cidade Matarazzo será inaugurado em 2018

ruy teixeira3
Escada de mámore: material vem de pedreiras nacionais (Foto: Ruy Teixeira)

"Faço cerca de duzentos projetos por ano e nunca vi uma iniciativa tão ambiciosa como essa", disse o francês. Diretor artístico do hotel de seis estrelas, ele está produzindo cinquenta tipos diferentes de suítes, que têm entre 130 e 450 metros quadrados. O que não vai faltar é glamour e, claro, obras de arte.

ruy texeira
Hotel de seis estrelas deve ser inaugurado em 2018 (Foto: Ruy Teixeira)

A ideia é usar apenas materiais nacionais, desde o piso, revestimento das paredes e peças de mármore até detalhes como a maçaneta. A equipe - que no ano que vem chegará a 2 800 pessoas - viajou a diversas partes do Brasil para fechar negócios com 100 fornecedores de matérias-primas. "A maioria dos brasileiros que conheço busca coisas incríveis fora daqui", afirma Alexandre Allard, dono do grupo. "Mas quero que o mundo perceba de que as coisas mais incríveis estão aqui no país."

Hotel Rosewood_Cidade Matarazzo
A poucos metros da Avenida Paulista, a Cidade Matarazzo revitaliza o antigo Hospital Matarazzo (Foto: Ruy Teixeira)

Não à toa, o nome da primeira etapa do complexo era Feito por Brasileiros, ocupação artística que ocorreu em 2013. Com um investimento de 1,4 bilhão de reais, o complexo inclui, também, área comercial, mais de trinta restaurantes, espaço de eventos, entre outros.

Fonte: VEJA SÃO PAULO