Crise hídrica

Pesquisa mostra que maioria dos paulistanos apoia rodízio de água

Levantamento do Datafolha demonstra ainda que brasileiros concordam com racionamento de energia

Por: VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

sem-agua
A pesquisa entrevistou 1 231 pessoas em nove cidades da região metropolitana de São Paulo  (Foto: Lucas Lacaz Ruiz/A13/Folhapress)

Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (9) demonstra que 60% dos paulistanos aprovam um possível rodízio de água na região metropolitana por causa da crise hídrica. O estudo mostra ainda que 65% dos brasileiros são a favor da adoção do racionamento de energia.

+ Questões técnicas podem prejudicar início do rodízio de água em SP

+ Governo de São Paulo cria gatilho para racionamento de água

A margem de erro de dois pontos percentuais. O levantamento foi realizado entre os dias 3 e 5 de fevereiro. Em São Paulo, 1 231 pessoas foram entrevistadas em nove cidades. No Brasil, o estudo escutou 4 000 em 188 municípios.

+ Sabesp já corta água durante o dia de 40% da rede

+ Ciclovias custam mais que o triplo do previsto na cidade

Apesar da aprovação dos paulistanos e ainda que a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) já considere essa possibilidade, questões técnicas na rede da região metropolitana de São Paulo podem prejudicar o início de um rodízio de água.

Mesmo assim, o governo decidiu criar um "gatilho" para acionar o racionamento de água no Estado. A pedido do governador Geraldo Alckmin (PSDB), o presidente da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), Jerson Kelman, definirá até o fim da semana um nível mínimo de segurança do Sistema Cantareira.

Fonte: VEJA SÃO PAULO