Esporte

Pelé interrompe hemodiálise e mantém boa evolução clínica

Rei do futebol segue na UTI, mas em crescente recuperação; jogadores do Santos gravaram mensagens de apoio ao ídolo

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

pelé
Pelé: internado desde segunda (24) (Foto: Agif/Folhapress)

Segundo relatório médico divulgado na tarde deste domingo (30), Edson Arantes do Nascimento, de 74 anos, vem apresentando melhoras e reagindo aos medicamentos. Um dos tratamentos para conter uma infecção em seu sistema urinário, a hemodiálise, foi pausado esta manhã.

Confira abaixo a íntegra do boletim:

O paciente Edson Arantes do Nascimento (Pelé) apresenta boa evolução clínica e permanece sob cuidados na unidade de terapia intensiva. Está lúcido e estável do ponto de vista hemodinâmico e respiratório.O tratamento de suporte renal foi suspenso até amanhã, quando a sua necessidade será reavaliada. O Hospital fornecerá boletim assim que houver nova informação. Médico Responsável: Dr. Fabio Nasri

QUASE 40 ANOS COM APENAS UM RIM

Internado no Hospital Israelita Albert Einstein desde segunda (24), Pelé enfrenta problemas renais. Ele não possui o rim direito há quase quarenta anos, de acordo com membros de sua equipe. 

+ Pelé é transferido para uma unidade de cuidados especiais

O motivo que o levou a realizar a cirurgia, ainda na época em que jogava futebol, foi a quantidade de pancadas que recebeu na região durante as partidas que disputava. No entanto, seu desempenho não foi prejudicado até sua aposentadoria definitiva dos campos, em 1977.

Na tarde desta sexta (28), jogadores como Robinho e Gabi Gol, do Santos Futebol Clube, mandaram mensagens de apoio ao ídolo santista:

Na noite do dia 27, quinta-feira, a conta oficial de Pelé no Twitter publicou algumas mensagens em inglês para tranquilizar os fãs, dizendo que "é abençoado por receber tanto amor e apoio" e "que está ansioso para passar as festas de fim de ano junto com a família"

Na segunda (24), o ex-jogador precisou ser internado novamente, depois de realizar uma revisão de procedimento cirúrgico para retirada de “pedras”. Os exames revelaram a presença de infecção urinária e o esportista precisou ser transferido para a unidade de terapia intensiva (UTI).

Nos últimos anos, Pelé vem sofrendo com problemas de saúde. Em 2012, precisou passar por uma complexa cirurgia no quadril. No procedimento, parte do osso deu lugar a uma prótese de titânio e cerâmica. Os médicos afirmaram à época que a lesão óssea foi causada por esforço durante a prática esportiva.

Pelé
O atleta fez uma cirurgia para retirar um rim ainda quando jogava futebol: há quase quarenta anos (Foto: Reprodução)

Fonte: VEJA SÃO PAULO