Copa

Pelé apostou no Chile: ótimo negócio para o Brasil

O ex-jogador vem errando seus palpites nas Copas há décadas

Por: Sérgio Ruiz Luz

pelé
Considerado o Atleta do Século, Pelé tem sido péssimo nos palpites (Foto: Agif/Folhapress)

Fora a tradição de sempre superar o Chile nos confrontos da história das Copas (três triunfos), o Brasil tem outro motivo para acreditar em uma vitória contra La Roja nas oitavas de final. Pouco antes da competição, Pelé apostou na equipe de Vargas, Valdívia e companhia como uma das favoritas ao título.

+ Confira a nossa cobertura da Copa ao vivo

+ Vote na Copa de Petiscos

O escrete comandado por Felipão pode começar a comemorar. Além do Chile, o Atleta do Século disse que era preciso respeitar no Mundial de 2014 a Espanha, a Inglaterra e a Itália (como se sabe, essas três seleções só deram vexame e já zarparam do país). Se dependesse dos dinheiros dos bolões de futebol para sobreviver, o Rei estaria hoje na miséria.

Ele vem errando sistematicamente os palpites há décadas. Uma de suas mais célebres caneladas nessa área ocorreu em 1994, quando colocou as fichas na Colômbia. O time acabou eliminado na primeira fase (ressabiados, os torcedores daquele país fizeram agora um vídeo divertido pedindo a Pelé para os esquecer.

Raríssimas vezes ele não colocou o time canarinho entre os postulantes ao título.  Em 2002, preferiu enaltecer Argentina, França, Itália e Inglaterra. Deu Brasil, claro. 

+ Participe do quiz "Quem é você na Copa"

Fonte: VEJA SÃO PAULO