GENTE

Paulistano tem coleção de "milhões" de vinis, destaca NYT

Empresário paulistano vem adquirindo álbuns para preservar músicas que não foram digitalizadas 

Por: Redação VEJA SÃOPAULO.COM

A revista do jornal New York destacou em seu site a história de um paulistano que estaria por traz da compra de milhares de discos de vinil para preservar canções que não foram digitalizadas.

+ Feirão na Mooca tem 1 milhão de discos de vinil à venda

Segundo a revista, José Roberto Alves Freitas, o Zero Freitas, 62, é dono da Transportadora Benfica e vem adquirindo um número "incrível" álbuns. “Freitas era um adolescente em 1964 quando comprou seu primeiro disco, de Roberto Carlos, e terminou o ensino médio com uma coleção de 3 000 LPs.”

A reportagem de VEJA SÃOPAULO.COM tentou falar com o empresário, que está em uma viagem. 

Aos 30 anos, continua o texto, Freitas já tinha 30 000 álbuns, mas sua obsessão em comprar gravações musicais se acentuou após a sua separação. “Talvez isso tenha acontecido porque eu estava sozinho”, afirmou ele ao Times.

Miss São Paulo 2014 será escolhida neste sábado

De acordo com a publicação, recentemente ele contratou alguns estagiários para que o ajudem a catalogar seus LPs. A meta é registrar 500 discos por dia.

Entre junho e novembro de 2013, Freitas trouxe mais de uma dúzia de containers contendo, no total, cerca de 100 000 vinis. Ele disse à publicação que não sabe quantos discos somam sua coleção, mas acredita estar na casa "milhões."

Tartarugas Ninjas: o novo filme e a evolução dos personagens

A revista do New York Times destaca que Freitas diz sentir vergonha de seu ecletismo musical. “Um colecionador de verdade é alguém que tem um alvo específico, se esforça por um gênero específico.” Freitas não tem filtro, diz o texto.

Fonte: VEJA SÃO PAULO