Esporte

Paulinho fala da expectativa de jogar a Copa das Confederações

Antes de embarcar com a seleção, o jogador respondeu as perguntas dos leitores de VEJASÃOPAULO.COM

Por: Marcus Oliveira - Atualizado em

paulinho
Paulinho: "Estou preparado para ajudar a seleção" (Foto: Vipcomm)

Um dos grandes nomes do meio de campo da seleção do técnico Luiz Felipe Scolari, o jogador Paulinho, do Corinthians, já está reunido com os demais atletas que representarão o país na Copa das Confederações. Antes de embarcar com os demais convocados, ele respondeu algumas perguntas dos leitores de VEJASÃOPAULO.COM.

Além de Paulinho, outro jogador que representa um clube da capital paulista foi convocado para a competição. Jadson, do São Paulo, também respondeu as perguntas dos leitores. O resultado do bate-bapo será divulgado nesta quinta (30). 

+ Secretário-geral da Fifa confirma Itaquerão pronto em 2013

Com apenas 24 anos e títulos de grande representatividade no currículo, Paulinho começou a carreira nas categorias de base do Audax (que acaba de subir para a séria A do Paulistão) e logo foi para o Juventus. Com apenas 17 anos, em 2006, saiu do país e foi jogar no FC Vilnius, da Lituânia, e no ano seguinte no Lodz, da Polônia.

Em 2008, deixou o futebol europeu e voltou ao Audax, onde chegou a jogar a quarta divisão do Campeonato Paulista. Até que, em 2009, ganhou destaque pela atuação no Bragantino, na Série B do Brasileirão. O desempenho chamou atenção e, em 2010, foi para o Corinthians por empréstimo.

Capa 2277 - Corinthians - Paulinho
Paulinho foi um dos grandes nomes na conquista do Mundial pelo Corinthians (Foto: Danilo Verpa/FolhaPress)

A prova de que a parceria de ambos foi um sucesso veio com a conquista do título do Brasileirão 2011, onde Paulinho levou o prêmio de melhor volante da competição e no mesmo ano foi convocado pela primeira vez para a seleção brasileira, onde não saiu mais.

Peça fundamental no esquema tático do técnico Tite na campanha vitoriosa da Libertadores do Mundial em 2012, Paulinho entrou de vez nas graças da torcida do Timão e do Brasil.

Sondado por grandes times da Europa como Inter de Milão, Arsenal, Roma e Internazionale, o jogador garante que permanecerá até julho de 2013 na equipe paulista. Antes de embarcar com a seleção, ele respondeu as perguntas dos leitores de VEJASAOPAULO.COM. Confira:

► Paulinho, você prefere formar dupla com o Fernando (Grêmio) ou pensa que o David Luiz (Chelsea) pode ser uma boa alternativa como primeiro volante na seleção?

Independente de nomes, eu sempre procuro meu espaço. Pretendo fazer o meu melhor na Copa das Confederações e me vejo totalmente preparado para ajudar a seleção nessa conquista.

► Qual momento foi mais marcante em sua carreira: convocação para a Copa das Confederações ou Título Mundial pelo Corinthians? Por quê?

São circunstâncias bem diferentes, mas eu acho que todos tiveram sua importância. O meu grande objetivo era ser convocado, estar nessa lista dos 23 jogadores. Mas o título Mundial ficou muito marcado na minha vida, até pela campanha que nós fizemos na Libertadores, que na sequência rendeu o título Mundial.

► Tirando o Corinthians e clubes nacionais que já demonstraram interesse em te contratar, em qual clube europeu você gostaria de atuar?

Como eu venho vivendo essas conquistas no Corinthians, não penso em Europa agora. Nunca parei para pensar nisso e não sei escolher um clube em específico para jogar. Hoje, no momento, não tenho isso na minha cabeça.

► Recentemente, foi divulgado que o Audax (time que você jogou) será vendido. Eles possuem 50% do valor do seu passe. Isso dificulta ou facilita uma possível ida sua para a Europa?

Realmente está rolando uma questão política no Audax. Mas, independente disso, depende da minha cabeça. No meu caso, se eu decidir ficar aqui, eu vou ficar. Respeito muito o Audax por tudo que fez por mim, mas acho que isso é muito relativo, depende muito da minha opinião.

► Com alguns possíveis desfalques no Corinthians na próxima temporada, acha que o rendimento do time pode ser prejudicado? De que forma?

O Brasileiro começou agora e são muitos jogos ainda pela frente. Eu acho que é um grupo muito forte, qualificado, e quem entrar por aqui vai dar conta do recado ao lado do Tite.

► Quem são seus grandes ídolos no esporte e em quem se inspirou para começar a jogar?

Aqui no Corinthians, me inspirei muito no Vampeta. Gostava do estilo de jogo dele. Claro que tenho ídolos também como Zidane, Ronaldo, que são os maiores ídolos. E foi vendo as partidas que eles disputavam que me inspirei a jogar mais e melhor.

Fonte: VEJA SÃO PAULO