Passeios

Os programas mais quentes de setembro

Atrações vão de eventos gastronômicos como a Restaurant Week a grandes exposições e shows

Por: Veja São Paulo

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Os passeios mais divertidos sempre começam com uma boa programação. Pensando nisso, selecionamos dez atrações imperdíveis na cidade para o mês de setembro. Elas vão de eventos gastronômicos a festas e shows. Destaque para a 31ª Bienal de Arte de São Paulo, que tem início neste sábado (6) no Parque do Ibirapuera, e para mais uma edição da Restaurant Week.

Confira a lista abaixo:

 

  • Na animação Uma Aventura Lego, os diretores Phil Lord e Christopher Miller provaram que até brinquedinhos de montar podem render bilheteria de gente grande. Sete meses depois, eles se saíram bem em outra missão aparentemente impossível: a sequência de Anjos da Lei resultou tão engraçada e sagaz quanto o primeiro capítulo da cinessérie, de 2012. Na época, vale lembrar, poucos apostavam na adaptação do seriado homônimo, exibido de 1987 a 1991. Em uma jogada inteligente, os cineastas trocaram o drama policial por uma comédia de ação e aproveitaram para satirizar, entre outros alvos, a onda de refilmagens descartáveis. O novo longa acentua o tom debochado ao abraçar por completo a autoparódia. Para se ter ideia da pegada ácida do roteiro, repete-se ao pé da letra a premissa do longa anterior. De volta ao batente, o fortão Jenko (Channing Tatum) e o nerd desengonçado Schmidt (Jonah Hill, cada vez mais inspirado no papel) são escalados para se infiltrar numa universidade e desmascarar os traficantes de uma nova droga. A estratégia perde o freio quando os tiras espiões passam a seguir caminhos diferentes dentro do câmpus. Cada vez menos entrosados, eles terão de discutir a relação — com direito a consultório de psicólogo. Para a surpresa do espectador em busca apenas de mais tiros e piadas a mil por hora, a fita se transformará em uma espécie de comédia romântica... nada igual às outras. Estreou em 4/9/2011. Indicado ao Oscar: Jonah Hill concorreu neste ano como ator coadjuvante no papel do sócio do personagem de Leonardo DiCaprio em O Lobo de Wall Street .
    Saiba mais
  • O tema da velhice corre o risco de se perder em obviedades. Com dois livros — um romance e um de contos, a ser lançado —, o escritor Flavio Cafiero encontrou na mão segura do diretor Zé Henrique de Paula uma boa parceria para sua estreia teatral. Pela comédia dramática figuram o senhor rabugento, a vizinha fofoqueira, a solteirona e um número sem fim de ressentimentos. Os clichês, no entanto, limitam-se ao perfil dos personagens, e as surpresas gradualmente emocionam a plateia. O setentão Alfredo (interpretado por Fulvio Stefanini) tem o coração endurecido e vive às turras com a filha Mariângela (a atriz Chris Couto). A morte do melhor amigo, um ator (papel de Roney Facchini), o leva a repensar a vida, principalmente depois que o falecido se materializa em sua casa. Encenador de assinatura marcante, Zé Henrique, desta vez, foi sutil a ponto de beirar o convencional. Sua atenção voltou-se para redimensionar os diálogos de Cafiero nas interpretações corretas de Stefanini, Facchini e Karin Rodrigues. Quem brilha, no entanto, é Chris, parceira habitual do diretor e solta para humanizar as frustrações da filha do protagonista. Estreou em 6/9/2014. Até 14/12/2014.
    Saiba mais
  • Um ator é resultado dos desafios que escolhe abraçar. Conhecida pelos personagens doces da televisão, Gabriela Duarte deixa a zona de conforto e enfrenta um tipo bem mais sombrio no drama Através de um Espelho, adaptado por Jenny Worton do filme homônimo de Ingmar Bergman. Na trama, a protagonista Karin acaba de sair de uma clínica psiquiátrica e reencontra a família em uma casa de veraneio. Amparada pelo zeloso marido (papel de Marcos Suchara), ela revive seu passado e a relação patológica com o pai, um escritor egocêntrico (papel de Nelson Baskerville), e o irmão adolescente (Lucas Lentini). Sob a condução cuidadosa do diretor Ulysses Cruz, Gabriela se sai bem, principalmente ao optar por delicadas nuances de personalidade e ressaltar a fragilidade e não os extremos da personagem esquizofrênica. Para isso, ela conta com um valioso suporte do afinado elenco, uma encenação plasticamente perfeita e um texto construído sem maniqueísmos, que faz pensar. Estreou em 5/9/2014. Até 8/2/2015.
    Saiba mais
  • A 31ª edição do evento partiu da ideia de que a arte deve ser transformadora da realidade. Assim, temas como religião, sexualidade, criminalidade e autoritarismo aparecem em várias das 250 obras exibidas. Poucas delas, infelizmente, conseguem fugir do lugar-comum e trazer um novo olhar a assuntos que já foram tão debatidos. A maioria nem sequer possui algum tipo de apelo estético. Apesar da intenção de ser popular, esta Bienal revela um resultado bastante hermético — mesmo com muita paciência e disposição, é difícil para embarcar na proposta de cada artista. Ainda assim, como todo evento grande com muitos participantes, há trabalhos que podem valer o passeio. Entre eles, a instalação de painéis coloridos de Walid Raad, importante artista libanês, as belas esculturas do polonês Edward Krasinski e os desenhos do chinês Qiu Zhijie. De 6/9/2014. Até 7/12/2014. + Aproveite: uma nova linha de ônibus foi disponibilizada para levar o público à Bienal. O 909P/10 Metrô Paraíso - Bienal SP (Pq. Ibirapuera) funciona de terça a domingo, das 8h às 22h30 e sai a cada 15 minutos da Rua Ramon Penharrubia, s/n (Viaduto Paraíso). R$ 3,00.
    Saiba mais
  • O filme A Pequena Sereia não seria o mesmo sem a famosa canção Aqui no Mar, puxada pelo simpático caranguejo Sebastião. Tão inesquecível quanto ela é a romântica Sentimentos São, de A Bela e a Fera. Fãs das ftas da Disney, adultos entre eles, costumam cantar essas e outras de cor. O espetáculo Disney in Concert — As Músicas de seus Filmes Favoritos ao Vivo apresenta vinte temas em português de famosos desenhos, tais como Alladin e o recente Frozen — Uma Aventura Congelante. O mundo fantástico das animações toma conta da apresentação por meio de projeções de cenas em um telão no fundo do palco. Na frente dele, cantores líricos e 66 instrumentistas da orquestra Allegro são regidos pelo maestro Renato Misiuk. Exibida pela primeira vez no Brasil, a montagem atraiu 35 000 pessoas no México e na Argentina.  Dias 19, 20, e 21/9/2014.
    Saiba mais
  • Em sua 15ª edição, o festival reúne diversas atrações relacionadas à tecnologia. Performances interativas, animações, jogos, videoartes e outras obras nacionais e internacionais ocupam não só o prédio da Fiesp, mas também a calçada da Avenida Paulista. O público poderá conferir a instalação The Mamori Expedition, da belga Els Viaene, na qual o visitante tem acesso ao caminho que a artista seguiu durante uma expedição pela floresta Amazônica e ouve os sons dos lugares por onde ela passou. De 26/8 a 5/10/2014.
    Saiba mais
  • É impossível não falar de números magistrais quando o assunto é Julio Iglesias. Ao longo da carreira de 46 anos, ele lançou oitenta discos, cantou em catorze idiomas e detém o recorde de artista latino mais bem-sucedido de todos os tempos: estima-se que tenha vendido 300 milhões de álbuns (“metade deles foi comprada pelo meu pai”, brinca). O último lançamento do espanhol ocorreu em 2011. Duplo, o disco 1 faz um apanhado dos momentos basilares de sua trajetória, com regravações de Manuela e El Día que Me Quieras, mais duetos antigos com Sting, Stevie Wonder e Willie Nelson. Aos 70 anos, Iglesias volta a trazer o seu magnetismo ao país na que promete ser a despedida dele por aqui. “Veja bem, talvez seja a última turnê grande que faço no Brasil. Isso não quer dizer que eu não volte”, explica. Em São Paulo, ele recebe no palco os convidados Fábio Jr., na sexta (19/9), e Luiza Possi, no sábado (20/9/2014).  Atenção: Devido a problemas de agenda, Fábio Jr. cancelou sua apresentação como convidado no dia 19. Atenção: os ingressos estão esgotados.
    Saiba mais
  • Quando veio se apresentar por aqui em 2011, pela primeira e única vez até agora, Miley Cyrus ainda vestia roupas comportadas e tinha o cabelo longo, lembrando muito Hannah Montana, a personagem que interpretou por cinco anos no seriado infantil homônimo da Disney. Os tempos mudaram — e muito. De lá para cá ela colecionou polêmicas, se tornou presença constante nos noticiários de celebridades e lançou Bangerz (2013), o qual ela vem divulgar nesta semana. Entre as interpretações de We Can’t Stop e Wrecking Ball, espere por muitos palavrões, figurinos ousados e simulações do ato sexual. A estrela chega acompanhada por quinze bailarinos e sete músicos. Dia 26/9/2014. + Miley Cyrus capricha nos hits, palavrões e provocações 
    Saiba mais
  • O hiato de seis anos entre Era Vulgaris (2007) e ...Like Clockwork (2013) quase não foi sentido pelos fãs. Pudera: o canastrão e inquieto Josh Homme, líder do conjunto, fez de tudo nesse intervalo, desde formar o Them Crooked Vultures, no qual dividiu espaço com o ex-baixista do Led Zeppelin John Paul Jones e o baterista do Foo Fighters Dave Grohl, até produzir o disco que mudou a cara do Arctic Monkeys, Humbug (2009). O retorno foi colossal. Homme (voz e guitarra), Troy Van Leeuwen (guitarra), Dean Fertita (teclados), Michael Shuman (baixo) e Jon Theodore (bateria) se juntaram a um time estrelado de colaboradores (entre eles Elton John, Mark Lanegan e Dave Grohl) para um ótimo disco. Dele fazem parte as potentes My God Is the Sun e Keep Your Eyes Peeled. A contar pelo grande show que realizaram por aqui no Lollapalooza do ano passado, espere por uma apresentação memorável. Dia 25/9/2014. Atenção: os ingressos estão esgotados.
    Saiba mais
  • Chope e cerveja

    Original

    Rua Graúna, 137, Moema

    Tel: (11) 5093 9486

    VejaSP
    5 avaliações

    Um dos grupos gastronômicos mais importantes do país, a Cia. Tradicional de Comércio abriu o primeiro negócio há exatos vinte anos em Moema. Nascia o Original, um bar que homenageia diversos endereços boêmios da capital e foi muito copiado por aí. É famoso pelo ótimo chopinho Brahma (R$7,90), tirado com os regulamentares três dedos de colarinho cremoso. Na hora de comer, peça o sanduba de pernil desfiado no pão macio de mandioquinha com cebola, pimentão, queijo provolone e um ovo de gema mole (R$ 32,00). Uma saladinha de repolho e um montão de batatas chips são os acompanhamentos.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO